Área entorno aos olhos sem protetor solar é chamariz para câncer de pele

Você costuma passar protetor solar ao redor dos olhos? Não? Então é melhor começar! De acordo com uma pesquisa feita pela Universidade de Liverpool, deixar de passar protetor solar ao redor dos olhos, especialmente nas pálpebras, aumenta o risco de câncer de pele nessa região.

Essa afirmação é facilmente explicada, pois a área ao redor dos olhos tem a pele mais fina e quando é exposta ao sol, sofre maior incidência dos raios, ocasionando mais risco de desenvolver um câncer de pele, dizem os cientistas.

Sabemos que passar protetor solar ao redor dos olhos é um pouco incômodo e pode causar irritação no globo ocular. No caso das mulheres que usam maquiagem, muitas preferem usar hidratante para não deixar a pele mais oleosa e interferir no resultado final.

Hidratante x Protetor Solar

No entanto, uma pesquisa analisou a diferença entre passar protetor solar ou apenas um hidratante com fator de proteção ao redor dos olhos e, apesar do hidratante proteger menos, é melhor usá-lo do que não passar nada. Porém os hidratantes com fator de proteção solar são menos eficazes do que os protetores solares, pois eles não foram projetados para protegerem a pele durante longos períodos de exposição ao sol.

A pesquisa, mencionada em uma matéria da BBC News Brasil, foi realizada pela Universidade de Liverpool, na Inglaterra com 84 pessoas (64 mulheres e 22 homens). Fotografaram o rosto dessas pessoas com uma câmera de raio ultravioleta, no intuito de observar quais delas usavam protetor no rosto ou não.

O resultado foi que 17% do rosto ficava desprotegido quando era utilizado o hidratante com filtro solar, sendo que com o protetor esse valor caia para 11%. Quase na mesma proporção, em relação à região dos olhos, 21% da proteção era mais fraca com hidratante do que com protetor solar com 14%.

Um dos autores desse estudo é o oftalmologista e cirurgião oculoplástico, Austin McCormick, o qual afirmou que a pele da região dos olhos (pálpebras, cílios e nariz) é uma das mais vulneráveis para desenvolver câncer de pele, pois é mais fina e desprotegida. Segundo ele, os casos de câncer de pele nessa região, chegam a 10% só no Reino Unido.

Por este motivo, recomenda-se uma melhor atenção a essa área do corpo, inclusive com relação à escolha do produto adequado, de acordo com a situação. No caso de hidratantes com filtro solar e o próprio protetor solar, as indicações são as seguintes:

  • Hidratante com proteção solar – Devem ser usados em saídas rápidas, com pouca exposição ao sol;
  • Protetor Solar – É necessário usar quando estiver planejando ficar mais de meia hora em exposição ao sol.

Por que as pessoas deixam de proteger a área dos olhos?

A resposta é simples: ou porque esquecem, ou porque o produto escorre com o calor e irrita os olhos ao entrar em contato com eles.

E o que fazer nesses casos?

A recomendação dos especialistas é usar chapéu e óculos escuros, bem como tentar aplicar protetor solar nessa região, mesmo que incomode um pouco.

Claro que não devemos exagerar na quantidade a ponto de causar uma irritação grave nos olhos, mas o que se conclui com essa notícia é que “alguma proteção é melhor do que nenhuma”.

Portanto, vale a pena investir um pouco mais na proteção da pele, do que sofrer as graves consequências do câncer depois.

Talvez te interesse ler também:

PROTETOR SOLAR: VEJA OS MELHORES E OS PIORES TESTADOS PELA PROTESTE

CÂNCER: O TESTE UNIVERSAL QUE INDIVIDUALIZA A PRESENÇA DE QUALQUER TIPO DE TUMOR

COMO AS NOZES REDUZEM O CÂNCER DE MAMA. NOVO ESTUDO CONFIRMA

Formada em Administração de Empresas e apaixonada pela arte de escrever, criou o blog Metamorfose Ambulante e escreve para GreenMe desde 2018.
Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Instagram
Siga no Facebook