Meningite: sintomas que não devemos subestimar

Meningite: sintomas que não devemos subestimar

A meningite é uma inflamação que afeta as meninges, ou seja, as membranas que cobrem o cérebro e a medula espinhal. Mas como reconhecê-la? Quais são os sintomas que não devemos subestimar?

Existem várias formas de meningite, mais ou menos graves. A de origem viral também conhecida como “asséptica” é uma forma muito branda da doença em que os sintomas podem ser facilmente confundidos com uma gripe comum. E por esta razão muitas pessoas sequer sabem que contraíram a doença, diferentemente do caso da meningite bacteriana, uma forma muito mais agressiva, que pode levar à morte se não diagnosticada e tratada em tempo.

Neste último caso é muito importante agir rapidamente aos primeiros sinais da doença.

Sintomas da meningite que não devemos subestimar

Infelizmente a meningite, pelo menos inicialmente, tem sintomas muito gerais que podem ser facilmente confundidos com os de outras doenças, de muito menor gravidade. Pode ocorrer, por exemplo, dores de cabeça, fadiga, irritabilidade e náuseas.

Mas os sintomas que nunca devemos deixar passar são:

* febre muito alta (ou seja, superior a 40°C) e a rigidez em algumas partes do corpo, especialmente no pescoço. Isto significa concretamente que é tanta tensão nessa área que você não consegue se mover como de costume. Este é um sinal muito importante e que deve ser informado imediatamente ao médico.

* Outra coisa que não devemos nunca subestimar é o aparecimento de convulsões que, mesmo no caso de poder não ser meningite, pode levar a sérias consequências.

* Em muitos casos, a meningite provoca um verdadeiro estado de confusão em que, além da fadiga e da sonolência, não se consiga mais ficar bem concentrado, executar as atividades habituais até mesmo de falar corretamente.

* Além destes sintomas, outro sintoma que não se deve subestimar é a ocorrência de uma hipersensibilidade à luz, ou seja, notar que os olhos estão em grande desconforto na presença de luz forte.

Em todos estes casos, é sempre bom para chamar imediatamente um médico e considerar seriamente a possibilidade de ir para o pronto socorro mais próximo.

meningite infografico

Em crianças muito pequenas ou bebês, os sintomas podem ainda ser mais escondidos e difíceis de se coligar à meningite. Os bebês podem conseguir dormir mais do que o habitual e sofrerem de irritabilidade e choro com frequência. Neste caso, um sintoma que não deve ser subestimado é um possível alargamento de uma área da cabeça correspondente à moleira (fontanela). Em caso de dúvida, consulte urgentemente o pediatra.

Qualquer pessoa que tenha estado em contato com uma pessoa enferma de meningite deve imediatamente visitar um médico para talvez realizar uma profilaxia de rotina e assim evitar a ocorrência da doença.

Talvez te interesse ler também:

5 DICAS ÚTEIS PARA AJUDAR QUEM ESTÁ ENFRENTANDO UMA DOENÇA GRAVE

AS MENINAS QUE SE ABRAÇAM: QUANDO A AMIZADE SUPERA A DOENÇA

CÂNCER: 8 REGRAS PARA PREVENIR OS TUMORES MALIGNOS

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *