HEMORRÓIDAS INTERNAS E EXTERNAS: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER

hemorroidas-internas-externas

Muitas vezes se usa o termo comum hemorroida para definir a doença hemorroidária, ou seja, uma síndrome que ocorre quando as hemorroidas estão inchadas ou inflamadas. Hemorroidas, em si, representam as estruturas vasculares do canal anal.

Você deve falar com a precisão de hemorroidas patológicas. Neste artigo vamos nos referir a hemorroidas internas e hemorroidas externas como uma dilatação da parede das veias localizadas no reto e ânus que provocam o estiramento do tecido. Dependendo da sua localização, as hemorroidas podem ser internas ou externas.

As hemorroidas internas são formadas antes da abertura do recto, acima do esfíncter anal e não são visíveis a partir do exterior.

As hemorroidas externas são subcutâneas. Estas se formam na altura do esfíncter anal e são visíveis a partir do exterior. Segundo as estatísticas, a hemorroida com inchaço e inflamação afeta cerca de 10% da população adulta nos países industrializados.

As sintomas de hemorroidas

Os sintomas mais comuns da presença de inflamação e inchaço do nível de hemorroidas são: dor, ardor, vermelhidão e dificuldade em evacuar. Também podem ocorrer sangramentos. Hemorroidas internas podem ser mais difíceis de detectar. Em qualquer caso, para entender melhor o problema e como resolvê-lo você precisa passar por um exame médico.

O sintoma mais comum das hemorroidas é representado por uma perda de sangue vivo ao evacuar. O sangue mais escuro vem de dentro do intestino. Pode haver prurido, irritação e aborrecimento ao nível da região anal, mas também a dor rectal.

As causas de hemorroidas

Dieta pouco saudável

Sedentarismo

Problemas intestinais

Má circulação do sangue

Prisão de ventre

As hemorroidas podem também ser ligadas a perturbações presentes em outras áreas do corpo e podem ter relação com a função da bexiga e do coração.

Remédios naturais para hemorroidas

Entre os remédios naturais para o caso de hemorroidas e sua prevenção estão os laxantes suaves que também são recomendados em caso de prisão de ventre. É adequado o banho de assento, em água morna, por menos 10 minutos, e a lavagem com esponja. Os banhos de assento são úteis para melhorar a circulação.

Você pode pedir mais informações sobre os remédios para hemorroidas seu médico ou fitoterapeuta de confiança. Algumas informações úteis sobre os remédios naturais para hemorroidas são representados por pomadas calêndula a ser aplicada diretamente na área afetada em caso de hemorroidas externas, preparados de mirtilo e Ribes nigrum, em cápsulas para ingerir, que melhoram a circulação, compressas de argila verde, cones de cipreste, sementes de linhaça para melhorar a função do intestino e facilitar a evacuação.

Hemorroidas: quais alimentos preferir e quais evitar

Os alimentos e bebidas que devem ser evitadas em caso de hemorroidas estão os refrigerantes, café, álcool e bebidas alcoólicas, alimentos muito salgados e fritos, queijos temperados e alimentos muito ricos em gordura pois todos estes têm o risco de inflamar o cólon.

Entre os alimentos recomendados encontramos maçãs, groselhas, castanha e melão, bem como bananas e vegetais folhosos verde escuro.

Leia mais: HEMORRÓIDA: QUAIS ALIMENTOS PREFERIR E QUAIS EVITAR

Tratamento para hemorroidas externas e internas

O tratamento para hemorroidas externas geralmente prevê a aplicação de pomadas, emplastros ou líquidos para aliviar a inflamação e acidez local. Ainda com relação à hemorroidas internas existem cremes e pomadas específicas sobre as quais se pode pedir mais informações junto ao seu médico. Nos casos mais graves de hemorroidas internas está indicada a cirurgia, com laser ou crioterapia .

No entanto, se você sofre de hemorroidas, internas ou externas, e se sua situação é muito problemática não deixe de procurar um especialista, o proctologista.

Especialmente indicado para você:

ARRUDA, UMA PLANTA DE MUITOS USOS E TRADIÇÕES

DOR NAS PERNAS: COMO ALIVIAR COM REMÉDIOS NATURAIS

CANDIDÍASE: CAUSAS E SINTOMAS. FAÇA O TESTE EM CASA

CISTITE: QUAIS ALIMENTOS PREFERIR E QUAIS EVITAR