É preciso incentivar o parto normal! Veja por que

Já entrou para o imaginário popular a cena da mulher gritando de dor, durante a realização de um parto normal. Filmes, novelas e relatos dão conta de envolver esse momento em uma aura de mitos e temores. No entanto, o parto normal é mais simples do que parece, e é melhor tanto para o bebê quanto para a mãe. Salvo os casos em que a cesárea é indicada – principalmente quando há risco de vida envolvido -, é importante que as futuras mães saibam que não há motivos para ter medo do parto normal.

Na realidade, ele deve ser incentivado, sempre que possível, principalmente por que a cesariana é um procedimento cirúrgico, e por isso envolve riscos. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a chance de infecção na cesárea é 3 vezes maior do que o parto normal.

Além disso, outros fatores fazem do parto normal uma escolha mais segura. Confira:

{index}

O bebê nasce mais saudável

Quando o bebê passa pelo canal vaginal ele recebe um “banho” de bactérias da mãe, o que estimula o sistema imunológico dele, desde o nascimento. Além disso, há estudos que apontam que bebês que nascem de parto normal têm menos chances de desenvolver alergias, diabetes e asma.

Leia mais: 10 DICAS PARA FORTALECER A IMUNIDADE DAS CRIANÇAS

A respiração do bebê fica melhor

Ao passar pelo canal vaginal, o tórax do bebê – assim como o resto do corpo – é comprimido para facilitar a saída. Com isso o líquido amniótico é expulso do organismo mais facilmente, ajudando o bebê a respirar melhor. Durante o trabalho de parto, há também maior produção de cortisol no organismo do pequeno, o que favorece o bom trabalho do pulmão.

Favorece a amamentação

Durante o trabalho de parto há produção de hormônios, como ocitocina e prolactina, que ajudam na “descida” do leite. Além disso, o contato imediato da mãe com o bebê, a o incentivo à sucção nas primeiras horas estimulam a liberação do leite materno. Já na cesárea pode ocorrer do leite demorar até 5 dias para descer.

Leia mais: LEITE MATERNO: UM SUPERALIMENTO. AMAMENTAR É BOM PARA A MÃE E PARA O BEBÊ

 

A recuperação da mãe é mais rápida

A mulher que tem o bebê por parto normal se recupera muito mais rápido, justamente por que não passou por um procedimento cirúrgico complexo como é a cesárea. Enquanto mulheres que têm bebês por cesariana precisam ficar no hospital até 3 dias,

têm uma recuperação mais longa e dolorosa, principalmente por causa dos pontos, quem têm filhos por parto normal em até 2 dias já recebe alta e se recupera mais rapidamente. O útero da mulher que passa por parto normal se contrai mais rápido, evitando problemas, como sangramentos. Até mesmo o peso adquirido durante a gestação é eliminado mais facilmente, graças a um retorno mais precoce às atividades, algo que não ocorre na cesariana.

O bebê nasce quando está pronto

Respeitar o tempo da natureza pode fazer toda a diferença na transição do bebê do útero para o mundo externo. A tendência é que ao nascer por parto normal o pequeno seja mais calmo e mais receptivo ao toque, pois foi “massageado” durante a passagem pelo canal vaginal. O parto normal também propicia que mãe e bebê fiquem juntos nos primeiros minutos, após o nascimento, o que acalma o pequeno, fortalecendo, ainda, o vínculo entre os dois.

O bebê que nasce de parto normal está pronto para aquele momento, o que nem sempre acontece na cesariana.

Siga as recomendações do teu médico de confiança, considere todas estas questões e opte, se possível, pelo parto natural. Não há nada para temer!

Talvez te interesse ler também:

PARTO NORMAL → 10 COISAS IMPORTANTES QUE VOCÊ PRECISA SABER

QUANDO A RELAÇÃO TERMINA E VOCÊ ESTÁ GRÁVIDA

RECOMENDAÇÕES PARA GRÁVIDAS VIAJAREM DE AVIÃO

Paulistana formada em Jornalismo pela Universidade de Santo Amaro, tem o blog Mamãe me Cria e escreve para GreenMe desde 2017.
Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Instagram
Siga no Facebook