Espanha pode se tornar o 1° país europeu a aprovar licença menstrual de 3 dias

Espanha pode se tornar o 1° país europeu a aprovar licença menstrual de 3 dias

A Espanha pode se tornar o primeiro país europeu a aprovar licença menstrual de 3 dias.

Trata-se de uma legislação que concede a mulheres que sofrem de dores graves durante o período menstrual o direito de solicitar uma licença médica do trabalho.

Licença Menstrual

A “licença menstrual” segue para aprovação do Executivo espanhol na próxima semana.

A secretária de Estado da Espanha para a Igualdade, Angela Rodriguez, aponta:

“É importante esclarecer o que é uma menstruação dolorosa. Não estamos falando de um leve desconforto, mas de sintomas graves como diarreia, fortes dores de cabeça, febre”.


O projeto de lei, no entanto, tem capítulos dedicados a outros temas da saúde feminina, segundo a imprensa espanhola.

Além do direito à ausência de três dias no trabalho, o texto prevê outras medidas para melhorar a saúde menstrual.

Uma delas é a exigência de que as escolas forneçam absorventes higiênicos para as meninas.

Se for aprovada, a lei também inclui a distribuição de absorventes a mulheres em circunstâncias sociais marginalizadas.

O mesmo projeto prevê ainda a permissão a jovens de 16 anos para o aborto sem consentimento dos pais, e com atendimento em hospitais públicos.

A votação para aprovação da lei acontece na próxima terça-feira (17).

As licenças menstruais já são reconhecidas em alguns países, como o Japão, Taiwan, Indonésia, Coreia do Sul e Zâmbia.

Talvez te interesse ler também:

Coletores menstruais são seguros e confiáveis. É por isso que devemos dar adeus aos absorventes 

Novidade para as mulheres: roupa de praia com absorvente embutido 

Absorvidas: absorvente ecológico, lavável, feito por mulheres em privação de liberdade 

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.