Campanha mostra agressor se retratando com vítima de racismo

Campanha mostra agressor se retratando com vítima de racismo

Com as redes sociais, ficou mais comum sabermos de casos de racismo. Ao mesmo tempo que o número de casos parece ter aumentado, devido à maior visibilidade dada pela internet, as denúncias e campanhas também estão mais presentes.

Quantos são os casos notórios de racismo dos quais soubemos pelas redes sociais: o racismo sofrido pela jornalista Maria Júlia Coutinho, conhecida como Maju, apresentadora da previsão do tempo no “Jornal Nacional”, e o da atriz Thaís Araújo.

Só que esses episódios, infelizmente, não são casos isolados. E, se acontecem com figuras públicas, imagina o que não se passa, diariamente, com pessoas anônimas e sem os meios necessários para se defender? Felizmente, hoje, temos mais espaço para discutir uma prática que é cultural em nosso país e que deve ser combatida veementemente.

A ONG Criola, organização que atua na defesa e promoção de direitos das mulheres negras, lançou, em 2015, a campanha “Racismo virtual. As consequências são reais” para mostrar como o racismo é uma realidade no Brasil.

A campanha foi feita em parceira com a agência de publicidade W3haus, que espalhou outdoors perto dos locais onde viviam os autores das postagens de racismo contra a jornalista Maju.

Esta semana, outra campanha foi lançada pela ONG em um vídeo que mostra um agressor que decidiu se retratar, cara a cara, com uma de suas vítimas de racismo. Confira a seguir:

Leia também:

CAMPANHA CONTRA O RACISMO VIRTUAL

PROJETO PIONEIRO CONTRA O RACISMO FAZ SUCESSO NA INGLATERRA

Fonte: catracalivre

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *