mercado e habitação em Roterdã 

Uma psicodélica mistura de mercado e habitação em Roterdã 

É o único mercado onde frutas e verduras podem ser vistas não apenas das bancas, mas também do telhado do mercado e dentro de casa! O novo mercado de Roterdã possui um teto abobadado, psicodélico e majestoso. É um verdadeiro templo da comida…e habitado!

No edifício onde o mercado se encontra, existem 228 apartamentos sobre o seu alucinante hall de entrada. O projeto é do escritório de arquitetura MVRDV.

Tudo nasceu das novas leis na Holanda que por questões higiênicas, exigem que os tradicionais mercados populares, sejam estabelecidos somente em áreas cobertas. Com isso o escritório de arquitetura resolveu fazer a combinação entre alimentos, lazer e moradia, para valorizar e desfrutar ao máximo as possibilidades de sinergia que estas diversas funções podem haver entre si.

O térreo é formado por um arco de apartamentos privados, pensados estrategicamente em permitir que os investimentos privados possam ser utilizados na construção do espaço público. O resultado é uma praça coberta que serve como hall central do mercado durante o dia, e após o horário de fechamento, abrem-se os restaurantes do seu primeiro andar.

foto

O diferencial é que os apartamentos são projetados para terem vista ao mercado. Seguindo as rígidas leis para edificação na Holanda, todos os cômodos que necessitem de iluminação natural estão localizados na parte externa do prédio. Cozinhas e salas de jantar estão localizados no lado interno, o do mercado, o que estabelece  uma ligação com este.

foto

As partes da frente e de trás do mercado são cobertas com uma fachada flexível e de vidro, permitindo o máximo de transparência e ao mesmo tempo impossibilitando a entrada da chuva e do frio.

foto

O projeto foi premiado pela BREEAM (BRE Environmental Assessment Method, o primeiro e mais difuso protocolo de avaliação ambiental no mundo) por sua eficiência energética

Leia também: Original Unverpackt: o primeiro supermercado sem embalagens em Berlim

Fonte fotos: MVRDV 

Sobre Daia Florios

Daia Florios
Ingressou no curso de Ecologia pela UNESP e formou-se em Direito pela UNIMEP. É redatora-chefe e co-founder de GreenMe Brasil.
Anterior Garota de 13 anos descobre a solução para limpar os vazamentos de petróleo no mar
Próximo 7 dias comendo apenas lanches e substitutos às refeição: a experiência de Nick Harding

Veja Também

Exhale

Lustre vivo: além de lindo, contém algas que purificam o ar e absorve CO2

Imagine uma lustre feito com algas vivas que absorvem CO2, purificando o ar. Esse lustre biológico existe …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *