indios-brasil
indios-brasil

Mais de 300 etnias, mais de 200 línguas: conheça a riqueza cultural dos nossos índios

305 grupos étnicos e pelo menos 274 línguas diferentes: estamos falando dos nossos índios, 900.000 pessoas que fazem do Estado brasileiro um dos países com a maior diversidade sócio-cultural do mundo, mas que, com demasiada frequência, são vítimas de atos de violência, assédio e discriminação.

Ainda que os olhos do mundo estejam focados no Rio e nos Jogos Olímpicos, nunca é demais falar sobre os seus direitos e sobre a extraordinária riqueza de culturas e tradições indígenas brasileiras.

Do início do século XXI, os números de residentes indígenas nas áreas urbanas do Brasil vem gradualmente diminuindo, enquanto vem aumentando nas aldeias e no campo. Por outro lado, a porcentagem de nativos capazes de se expressarem em suas línguas maternas é seis vezes maior entre aqueles que continuam vivendo nas suas terras ancestrais em comparação àqueles que se mudaram para as cidades. Além disso, a taxa de fertilidade das mulheres é significativamente maior em suas terras ancestrais.

Estas e outras tendências foram evidenciadas no Caderno Temático: Populações Indígenas, o estudo mais abrangente já realizado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) sobre os povos indígenas do Brasil.

A pesquisa, que se baseou no censo realizado em 2010 e que foi divulgada neste site no mês passado, mostra como, entre 2000 e 2010, o porcentual de moradores indígenas brasileiros nas regiões Sul e Sudeste do país diminuiu gradualmente, enquanto cresceu em outras regiões, especialmente no norte. No mesmo período, também diminuiu a porcentagem de nativos que residem em áreas urbanas, com uma tendência inversa em comparação com o resto da população brasileira.

Segundo os pesquisadores, a redução dos nativos em áreas urbanas e no sul do país coincide com um processo de retorno às terras ancestrais, das quais mais e mais tribos estão pedindo a demarcação para garantir que suas fronteiras sejam oficialmente reconhecidas e respeitadas pelas autoridades locais e pelo governo federal. Uma segunda possibilidade é que, no Sul, Sudeste e nas cidades, muitas pessoas que antes se declaravam indígenas, simplesmente pararam de fazê-lo, assimilando-se ao resto da população.

Hoje 57,7% dos brasileiros vivem em terras ancestrais indígenas. No que se refere aos centros urbanos, o ranking daqueles com o maior número de indígenas é liderado por São Gabriel da Cachoeira, no noroeste da Amazônia. A cidade, em que existem mais de 29.000 nativos, foi a primeira a aprovar como línguas oficiais, além da portuguesa, três línguas nativas. Em quarto lugar encontra-se São Paulo, cuja população indígena, embora em declínio, atinge mais de 13.000 unidades e está focada principalmente em vilas suburbanas.

De acordo com pesquisadores do IBGE, o estudo, que mostra em detalhe as condições em que vivem os nativos brasileiros, será útil para as autoridades planejarem políticas públicas diferenciadas que levem em conta as suas necessidades e peculiaridades, em um período em que vêm à tona, repetidas vezes, notícias de opressão e violência contra os povos indígenas.

Para os ativistas, o estudo é também uma maneira de aumentar a conscientização sobre a cultura indígena e combater a ignorância que envolve estereótipos difundidos no resto da população: que índio não sabe falar bem a língua portuguesa, que é atrasado, alienado ou incapaz.

Em clima de espírito olímpico, inclusão, colaboração e lembrando que os índios foram lindamente representados na abertura dos jogos, vamos difundir respeito e apoio aos verdadeiros donos de nossas terras, para que que não sejam apenas mais um símbolo exótico pra gringo ver. Sejamos os primeiros a defender os direitos e a riquíssima cultura indígena brasileira, em toda e qualquer ocasião.

Especialmente indicado para você:

GUARANI-KAIOWÁ: O MASSACRE QUE SOFRE ESSA ETNIA INDÍGENA BRASILEIRA

ÍNDICE DE SUICÍDIO ENTRE ÍNDIOS GUARANI-KAIOWÁ É ATÉ 12 VEZES MAIOR QUE A MÉDIA NACIONAL

QUEM ESTÁ MATANDO OS ÍNDIOS NO MARANHÃO? QUEM QUER DERRUBAR A FLORESTA?

Fonte e foto: BBC

Sobre Redação GreenMe

Redação GreenMe
greenMe.com.br é um site de informação sobre meio ambiente e saúde, criado para levar ao grande público, a consciência de que um mundo melhor é possível, através de um comportamento respeitoso com todas as formas de vida.

Veja Também

Mineração em terras indígenas

Governo aprova exploração de minério na Amazônia

Existem mais de três mil requerimentos para explorar minérios em terras indígenas na Amazônia à …