Morrer de trabalhar

Morrer de trabalhar

Nos últimos dez anos, na cidade-fábrica de Dongguan, na província de Guangdong, o número de trabalhadores que morrem dormindo sem que antes tenham manifestado qualquer problema de saúde, aumentou.

Desde 2001, 893 trabalhadores morreram, quase o triplo em relação aos 231 mortos nos anos 90.

A síndrome da morte por excesso de trabalho se difundiu por todo o sudeste asiático. A morte é geralmente provocada por uma dificuldade respiratória imprevista. As vítimas são em grande parte operários da indústria manufatureira, jovens com idades entre 18 e 40 anos.

Todavia, explicam as organizações para a tutela dos trabalhadores, que pedir ressarcimento pela morte, ligando-a ao excesso de trabalho é muito difícil.

Enquanto isso, haja complacência ao nosso consumo desenfreado e a todos os nossos produtos made in China.

Fonte foto: madeinsouthafrica.com

Sobre Daia Florios

Daia Florios
Ingressou no curso de Ecologia pela UNESP e formou-se em Direito pela UNIMEP. É fundadora e redatora-chefe em GreenMe Brasil.

Veja Também

Nenhum telhado será desperdiçado. Nesta cidade, tudo vira verde!

Criada pela prefeitura de Utrecht, na Holanda, a campanha “no roofs unused”, consiste em fazer …