Trump recebe sinal verde para lançar pesticidas e matar abelhas em 14 milhões de acres

Trump abelhas

Na semana passada, a Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (EPA, na sigla em inglês) autorizou o uso de um inseticida contra abelhas em 14 milhões de acres de terras cultivadas no país.

Segundo o Centro para a Biodiversidade, este é um ato irrefletido que colocará em risco não só a vida das abelhas, mas também a de outros insetos polinizadores.

O uso de inseticidas matará insetos polinizadores

A EPA autorizou o uso de um pesticida prejudicial aos insetos polinizadores: o inseticida poderá ser utilizado em 14 milhões de acres de plantações de algodão nos estados do Alabama, Arkansas, Califórnia, Geórgia, Kansas, Louisiana, Missouri, Mississippi, Tennessee, Texas e Virginia.

As aprovações incluem terras que abrigam mais de 800 espécies de abelhas, incluindo algumas raras, além de borboletas-monarcas e vespas.

O inseticida é chamado sulfoxaflor e é normalmente proibido pela legislação para o uso de pesticidas, já que a exposição a este composto, mesmo em doses baixas, tem apresentado sérias consequências para a reprodução de insetos polinizadores.

A EPA pode aprovar temporariamente o uso de pesticidas proibidos em casos de emergência, como, por exemplo, devido a uma invasão repentina de insetos que arruinariam plantações.

Ainda de acordo com o Centro para a Biodiversidade, neste caso, não há nenhuma questão de emergência, uma vez que dez estados obtiveram autorização para usar o inseticida por pelo menos quatro anos e outros cinco por pelo menos seis anos consecutivos.

Lori Ann Burd, diretora de saúde ambiental do Centro, afirmou que:

“A única emergência aqui é a imprudência com que a EPA autorizou Trump a usar este pesticida perigoso que mata as abelhas.” E acrescentou: “É incrível como, apesar do atual apocalipse para os insetos, a prioridade da EPA seja proteger os lucros da indústria de pesticidas.”

Uma petição foi lançada contra a autorização concedida a Trump e solicita que a EPA a suspenda. Segundo Burd, é necessário interromper imediatamente o uso de pesticidas que destroem o meio ambiente e comprometem seriamente a biodiversidade do território.

Talvez te interesse ler também:

REDE GLOBAL PARA SALVAR INSETOS POLINIZADORES. MAIS DE 1 MILHÃO DE PARTICIPANTES!

É PRECISO SALVAR TODOS OS INSETOS PARA SALVAR A EXISTÊNCIA HUMANA

INSETOS EM RISCO DE EXTINÇÃO ATÉ O FINAL DO SÉCULO, POR CULPA DOS AGROTÓXICOS

greenMe.com.br é uma revista brasileira online, de informação e opinião Editada também na Itália como greenMe.it
Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Siga no Instagram
Siga no Facebook