A lua dança em volta da Terra e mostra seu lado escuro

O lado escuro da lua, o lado menos conhecido do nosso satélite, imortalizado junto à Terra. Dos 1.600 quilômetros de distância, uma câmera da NASA nos presenteou uma vista única da lua, enquanto ela se movia em frente ao lado ensolarado do nosso planeta.

Uma imagem de rara beleza visto que da Terra nunca podemos ver o outro lado da lua. O nosso satélite natural, de fato sempre nos mostra a mesma face. Não se trata de um capricho cósmico, mas de uma combinação especial entre a nossa rotação e a da lua.

Esta, que vem a ser chamada de rotação síncrona, consiste no fato de que o seu período de rotação é igual ao seu período de revolução ao redor da Terra, de modo que sempre mostra o mesmo lado.

As imagens foram capturadas pela Earth Polychromatic Imaging Camera (EPIC), uma poderosíssima fotocâmera, e pelo telescópio a bordo do satélite DSCOVR, que orbita a cerca de um milhão de milhas (1,6 milhões de km) da Terra.

Uma mistura de cores, a do nosso planeta que se choca com o cinza do lado não iluminado da lua.

Da sua posição situada entre o Sol e a Terra, o DSCOVR está realizando sua missão principal de monitoramento em tempo real do vento solar para a National Oceanic and Atmospheric Administration (NOAA).

Mas, no meio tempo, ele conseguiu nos mostrar um ponto de vista incomum, o da Terra e da Lua vistas como nunca antes fora possível.

A animação mostra imagens reais do lado escondido da lua iluminado pelo sol. As fotos foram tiradas em 16 de julho e mostram a lua se movendo sobre o Oceano Pacífico perto da América do Norte.

Curiosidade: O Polo Norte está localizado no canto superior esquerdo da imagem e reflete a inclinação orbital da Terra a partir do ponto de vista da espaçonave.

Leia também: Revelada a origem do "zumbido" misterioso que emana da Terra

Fonte e foto: NASA