Vigília Guaraní e Kaiowá no Memorial dos Povos Indígenas

Moitará

O Moitará - Programa de Trocas Culturais, responsável pela ocupação dos Memorial dos Povos Indígenas (MPI) que ocorreu no último trimestre de 2015, volta agora com a promoção dos encontros rituais na Vigília Guarani e Kaiowá.

Essa cerimônia será realizada em solidariedade ao Povo Guarani e Kaiowá que vem sofrendo uma escalada de violência no Mato Grosso do Sul (MS) a mãos dos fazendeiros ocupantes de suas Tekoha - lugar de onde se é - perante a ineficiência governamental em resolver a questão indígena brasileira.

O Povo Guarani e Kaiowá, em sua Moitará, convida toda a sociedade, defensores doe direitos humanos e apoiadores da causa indígena para compartilharem do ato sagrado de acender o fogo, amanhã dia 03 de março, às 19 h, no MPI.

  • Moitará é o nome usado pelos índios do Alto-Xingú para designar o encontro para trocas entre as tribos. O sistema de trocas interétnicas ou de manufaturados, quando entendido corretamente, esclarece um pouco da dinâmica social dessas sociedades.

Denunciamos!

Os membros do conselho Aty Guasu do Povo Guarani e Kaiowá denuncia às autoridades nacionais e internacionais o genocídio e violação permanente de direitos humanos de que são vítimas os integrantes dessas etnias. Os Tekoha - lugar de onde se é - são áreas indígenas já reconhecidas em lei e que deveriam de ter sua demarcação respeitada e realizada pelo governo federal no entanto, é na defesa de seus tekoha que os povos indígenas brasileiros estão sofrendo frequentes ataques paramilitares um dos quais resultou no assassinado da liderança indígena, Semião Vilhalva (em 29 de agosto passado), no Tekoha Ñanderu Marangatu (Antônio João, MS).

A Vigília Guaraní e Kaiowá encerrará seus trabalhos em um encontro cerimonial entre os representantes de Povos Indígenas no Brasil e a relatora especial da ONU sobre os Direitos dos Povos Indígenas, Victoria Tauli-Corpuz, na abertura da sua missão oficial no Brasil. O encontro com Victoria Tauli-Corpuz será conduzido por Álvaro Tukano, líder indígena e atual diretor do MPI quem aproveitará a cerimônia para apresentar, em breve relato, as graves violações de direitos humanos que estão sofrendo os povos indígenas brasileiros.

Victoria Tauli-Corpuz assumiu a relatoria especial da ONU sobre os Direitos dos Povos Indígenas em 2014, sucedendo a relator James Anaya, quem já vinha ressaltando a situação grave de violência contra os Povos Indígenas no MS (relatório especial ONU 2009). Leia aqui a declaração das Nações Unidas sobre os Direitos dos Povos Indígenas.

Após a cerimonia, terá inicio a agenda oficial da relatoria, que fará visitas aos territórios tradicionais e manterá audiências com membros do Conselho Aty Guasu, defensores de direitos humanos, testemunhas e vítimas dos assaltos aos Tekoha.

Programação da Moitará 2016

Diversos encontros interculturais marcarão a realização desta MOITARÁ - PROGRAMA DE TROCAS CULTURAIS em 2016.

Rituais, palestras e conferências e a apresentação de diversificado acervo de obras de realizadores indígenas, em cinema, artes visuais e música. Também serão apresentadas leituras de obras de escritores de diversas das Nações Originárias. Neste ano também contaremos com a presença de convidados de países vizinhos da bacia amazônica como Bolívia, Peru e Colômbia, além de Chile e Argentina.

E, para o segundo semestre de 2016, está programada a comparência de alguns dos pensadores ndígenas da Guatemala, México e Estados Unidos.

Esta ampla diversidade de trabalhos e pensamentos que abrange todo o universo indígena do continente americano possibilitará um amplo painel representativo da sabedoria ancestral que cada uma dessas diferentes tradições ameríndias têm de suas culturas e cosmovisões.

Juntos celebraremos a resistência e capacidade de superação dos povos indígenas, historicamente invisibilizados em suas lutas, mas sempre ativos na defesa do direito de autodeterminação e na construção de seus projetos de futuro.

O convite é assim:

  • Venha vivenciar conosco a diversidade cultural dos Povos Originários no MOITARÁ - PROGRAMA DE TROCAS CULTURAIS, em 2016, brindando nossas visões sobre a Terra que compartilhamos com a responsabilidade de ser nossa casa comum.
  • A entrada no Memorial Indígena é gratuita.
  • A cerimônia de abertura será amanhã, 3 de março às 19 horas.
    O local da festa é aqui: Memorial dos Povos Indígenas, Eixo Monumental Oeste, Praça do Buriti, diante do Memorial JK, Brasília/DF (veja no mapa).
    Se precisar de maiores informações, poderá entrar em contato com os organizadores pelos telefones (61) 3344-1154 / 3342-1156.

Leia também:

seta

ONU EXORTA O BRASIL A NÃO EXPULSAR OS GUARANI KAIOWÁ DE SUAS TERRAS

seta

POVO GUARANI-KAIOWÁ ESTÁ SOFRENDO ATAQUES SISTEMÁTICOS POR PARTE DOS RURALISTAS

seta

QUE PAÍS VOCÊ QUER? DIGA NÃO À PEC 215

  • Fonte: Ailton Krenak
  • Foto: http://gazetaminas.com/wp-content/uploads/2015/10/00188539-8ce0-467f-8996-56df9dd1adf9.jpeg