Esculturas gigantes feitas com lixo plástico retirado das praias e mares

Quanto plástico usamos, consumimos, desperdiçamos e acumulamos todos os dias? O projeto Washed Ashore dá a noção do quanto lixo plástico invadem nossas águas, usando um recurso muito interessante: fazendo esculturas gigantes.

Milhares de voluntários recolheram mais de 12 toneladas de lixo de mares e praias em apenas quatro anos, e criaram mais de 45 esculturas.

A vida marinha precisa de nossa ajuda. Quantas sacolinhas plásticas não teriam sido confundidas com medusas por tartarugas-marinhas famintas?

As inquietantes esculturas fizeram parte de uma exposição itinerante para a sensibilização da questão do lixo e sua urgente redução. As obras são gigantes justamente para dar a medida da quantidade de lixo e convidar o público a repensar seu consumo.

O movimento Washed Ashore é liderado pela artista ambiental Angela Haseltine Pozzi.

Além do público normal, o apelo da exposição também se dirige às empresas em geral, na esperança de que estas também passem a reduzir a quantidade de plásticos e de materiais não recicláveis em suas embalagens.

Nunca é demais lembrarmos deste problema e convidar as pessoas a repensar seus estilos de vida.

Leia também:

10 DICAS PARA DIMINUIR O LIXO PLÁSTICO NO DIA A DIA

Gostou do projeto Washed Ashore? Você pode apoiá-lo clicando aqui.

Leia também:

JASON TAYLOR E SUAS ESCULTURAS SUBMARINASESCULTURAS SUBMARINAS

STREET ART: O ARTISTA PORTUGUÊS QUE TRANSFORMA RESÍDUOS EM FANTÁSTICAS ESCULTURAS URBANAS

O LIXÃO OCEANO. FOTOS DE ALESSANDRO PUCCINELLI

Fonte fotos: washedashore.org