Retiradas as telas das palmeiras de condomínio em Manaus

Retiradas as telas das palmeiras de condomínio em Manaus

Após notificação do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (IPAAM) ao condomínio onde foram encontrados mortos mais de 200 periquitos de asas brancas em Manaus, foram retiradas as telas que cobriam palmeiras imperiais no local, com o apoio do Corpo de Bombeiros do Amazonas.

De acordo com Antonio Ademir Stroski, presidente do IPAAM, foi necessário retirar as telas para preservar a integridade física dos pássaros. “Não dava para correr o risco de novas mortes”, explicou Stroski.

Apesar da alegação de que telas teriam sido colocadas para que os periquitos não danificassem as palmeiras, há rumores de que o barulho feito pelas aves incomodava os moradores.

Além de protestos ocorridos no local, para que seja apurada a hipótese de crime ambiental, foi criada uma petição online pelo mesmo motivo.

As telas faziam com que as aves ficassem mais vulneráveis, por terem dificuldade para pousar nas palmeiras, o que as expunha a atropelamentos e ao possível envenenamento. Amostras de tecidos das aves mortas foram encaminhadas na quarta-feira(03) para realização de testes toxicológicos, histopatológicos e microbiológicos.

Espera-se que os resultados estejam disponíveis, em no máximo, 15 dias. Amostras de telas também foram encaminhadas para exame, pelo Instituto e pela Delegacia de Meio Ambiente, já que a pulverização seria a provável forma de envenenamento das aves, que não costumam se alimentar nas palmeiras, apenas se empoleirar para dormir.

foto: dm.com.br

Caso se confirme que os animais foram envenenados, a legislação (art. 29 da Lei de Crimes Ambientais, 9.605/98) prevê que os responsáveis poderão ser condenados a até um ano de detenção e multa, sendo que essa pena ainda pode ser aumentada da metade por agravantes como o uso de métodos capazes de provocar destruição em massa (veneno).

Felizmente, o periquito-de-asa-branca não está na lista de espécies ameaçadas de extinção.

Leia também: Ipaam investiga o caso dos periquitos mortos em Manaus

Fonte foto capa: portaldoamazonas.com