150 mil pinguins mortos na Antártica

pinguins

Uma comunidade de cerca de 150 mil pinguins morreu, na Antártica, devido ao deslocamento de um iceberg.

O fenômeno provocou um exílio forçado das aves em busca de alimento.

O iceberg, que media aproximadamente 100 km2, se deslocou até a Baía Commonwealth, localizada no leste da Antártica, em 2010. Em 2011, a população de pinguins no local era de 160 mil, caindo drasticamente para 10 mil, em 2013.

A viagem dos pinguins à procura de comida durou 60 km, segundo informado pelos pesquisadores da Universidade de New South Wales, do Centro de Investigação sobre Mudança Climática e do Fundo da Nova Zelândia West Coast Penguin.

Eles temem que os pinguins entrem em extinção nos próximos 20 anos na região. Vários ovos das aves foram encontrados abandonados, já que elas não têm condições de incubá-los.

Em meio a essa tragégia, há uma boa notícia. Os pinguins que vivem no lado oriental da baía, a 8 km de onde há gelo, estão a salvo.

Curiosamente, o gelo ao redor da Antártica vem aumentando, enquanto no Ártico o aquecimento global está causando o seu derretimento.

Uma das causas possíveis apontadas pelos cientistas para o aumento do gelo na Antártica são as mudanças no vento e as condições locais.

Leia também:

seta

DINDIN, O PINGUIM QUE ADOTOU O PESCADOR

seta

ANTÁRTICA: RITMO DE DERRETIMENTO GLACIAL É TRÊS VEZES MAIOR NA REGIÃO OESTE DO CONTINENTE