A chinesa que salvou 100 cães do Festival de Carne de Cachorro

chinesa salvou 100 cães do Festival

Aqui está uma verdadeira heroína dos nossos tempos. A ex-professora Yang Xiaoyun, de 65 anos, resgatou da morte mais de 100 cães destinados a serem consumidos durante o Festival de Carne de Cachorro em Yulin, uma cidade no sul da China, famosa em todo o mundo pela sua festa macabra em homenagem ao  solstício de verão (que este ano ocorreu ontem, 21).

Neste festival, a cada ano são abatidos e consumidos mais de 10.000 cães. Mas nem todos os chineses são a favor desta prática, como esta professora aposentada, que dirige um abrigo de animais em Tianjin e viajou mais de 2.400 quilômetros para salvar o maior possível numero de cães, gastando mais de 7.000 yuans (mais de 3 mil reais).

 

Yang Xiaoyun Festival Carne de cachorro

Algumas de suas fotos publicadas on-line, mostram a mulher enquanto caminha no mercado entre as gaiolas cheias de cães destinados ao abate. Yang trabalha com animais abandonados desde 1995, quando pela primeira vez um gatinho abandonado em um rio. Em 1999 ela fundou um santuário para cães e gatos, a “casa comum para todos." Desde então, ela vem recebendo centenas de animais. 

Esta mulher notável está fazendo o que muitos amantes dos animais gostariam de ter feito. Gastou tempo, esforço e dinheiro para salvar o maior número possível de cães antes do Festival de Yulin.

No ano passado, ela conseguiu salvar 360 cães. Portanto, é importante apoiá-la, mesmo que à distância. Vamos divulgar e assinar suas petições para que este Festival não aconteça nunca mais.

Assine aqui a petição #ItsNoFestival da Animal Asia

Aqui ao Presidente da China, XI Jinping

Aqui a Chen Wu, governador de Yulin

Leia também: “Parem de comer cães e gatos”: o manifesto de Animal Asia nas cidades da China

Fonte fotos: samaa.tv