Brasileira Ana Maria Primavesi recebe prêmio internacional de Agricultura Orgânica

Brasileira receberá o principal título de agricultura orgânica mundial, o One World Award, conferido pela International Federation of Organic Agriculture Movementes (Ifoam), prêmio que honra ativistas da agricultura orgânica, cujo trabalho impactou positivamente a vida dos produtores rurais. O prêmio será concedido em setembro próximo, na Alemanha e Ana Primavesi foi escolhida pela sua grande ação junto à formação dos movimentos agroecológicos no Brasil e América Latina, moldando um paradigma alternativo à agricultura industrial.

Ana Maria Primavesi, agrônoma brasileira, de 92 anos de idade, atua a 65 anos na luta pela saúde dos solos, no Brasil e no mundo. É autora de um livro muito importante para a formação dos agrônomos brasileiros e também considerado um dos fundamentais sobre a agricultura orgânica, o Manejo Ecológico do Solo.

Foi toda uma vida dedicada a ensinar que é possível aliar a produção de alimentos à conservação do meio ambiente, sem esquecer as necessidades do pequeno produtor. Como afirma Ana Maria Primavesi em entrevista ao jornal “O Estado de São Paulo”: “O segredo da vida é o solo, porque do solo dependem as plantas, a água, o clima e nossa vida. Tudo está interligado. Não existe ser humano sadio se o solo não for sadio e as plantas, nutridas”.

A professora revolucionou a produção agrícola com suas idéias inovadoras o que mudou a vida de muita gente para melhor. Para conhecer melhor essa doutora do solo, assista ao documentário da Associação de Agricultura Orgânica (AAO):

E também, se quiser saber mais sobre a questão do uso de agrotóxicos no Brasil, é importante que você veja o documentário dirigido por Silvio Tendler, “O Veneno está na mesa”, com falas de Eduardo Galeano.

Leia também: