Toranja emagrece? Descubra AQUI os benefícios

Toranja emagrece? Descubra AQUI os benefícios

Dizem que ajuda a emagrecer se você tomar o suco de toranja em jejum, diariamente. Vamos então conhecer essa fruta cítrica que mais parece uma super laranja, a toranja, e que não é muito fácil de se achar no Brasil.

A toranja é um parente criado, um citrus híbrido resultante do cruzamento entre o pomelo (Citrus paradisi) e a laranja (Citrus x sinensis). Então, toranja, Citrus × paradisi ou Citrus maxima, também pode ser chamado, regionalmente, de jamboa, grapefruit, laranja-melancia, pamplemussa, laranja vermelha, laranja-romã.

Logo de cara tenho que dizer que toranja, no nosso país, só se encontra em mercado caro, é importada, não tem grande aceitação e só é moda por conta das dietas de emagrecimento que oferecem mundos e fundos por meia toranja ao dia. Mas vamos lá ver o que existe de real nisso tudo?

O que é a toranja

A toranja é uma laranja grandalhona, com sabor bem ácido, uma doçura de fundo, um amargor estranho para nosso paladar mas que, quando você experimenta acaba gostando pois é bastante refrescante e traz bem estar. Imagina então uma super laranja, enorme, que pode ser amarela, vermelha ou verde e cuja polpa também pode ter cores diversas, indo do branco ao vermelho arroxeado.

tipos de toranja

Esta é uma fruta, como todos os outros citrinos (limão, laranja, mexerica, pomelo, etc) bastante rica em vitaminas diversas (A, B6, B12, C e D) e minerais importantes para nossa saúde (potássio, cálcio, ferro, zinco e magnésio), cheia de fibras vegetais digestivas fundamentais para a saúde do nosso intestino e com ácidos interessantes para a desintoxicação do nosso organismo e poucas calorias (em 100 gr somente 42, dependendo do tipo de toranja que você escolher).

Dentre os componentes específicos que a toranja tem a gente encontra um flavonóide, naringenina, em maior concentração e, junto com ela, todo o benefício que traz (a supressão de enzimas que têm a ver com os processos de inflamação crônica e, consequentemente, o desenvolvimento de câncer. Se quiser aprofundar o tema sobre o que a naringenina faz de bom sugiro que leia os seguintes textos:

  • S. Department of Agriculture, Agricultural Research Service. 2011. USDA Database for the Flavonoid Content of Selected Foods, Release 3.0.
  • VANAMALA, Jairam, et al. Suppression of colon carcinogenesis by bioactive compounds in grapefruit. Carcinogenesis, 2006, 27.6: 1257-1265. Grapefruit: A Nutritional Fruit Fraught with Danger of Severe Drug Interactions
  • AGARWAL, Shashi K. Grapefruit: A Nutritional Fruit Fraught with Danger of Severe Drug Interactions. Drug discovery, 2013, 3.9: 43-44.

A toranja e seus benefícios

Toranja consumida em jejum, crua, cozida ou assada, traz inúmeros benefícios que a cultura popular já consagrou mesmo que os estudos científicos ainda não tenham sido realizados.

  1. Emagrece
  2. Doenças cardiovasculares
  3. Ação depurativa e desintoxicante
  4. Trata infecções
  5. Melhora a aparência da pele
  6. Na digestão
  7. Em caso de febre

1. Emagrece

Dizem (não se comprovou ainda) que as toranjas têm o poder de bloquear depósitos de gordura, queimar gordura acumulada, impedir seu acúmulo e, consequentemente, provocar perda de peso corporal rapidamente. Para emagrecer com a ajuda da toranja você deverá consumi-la em suco, fresco, 30 minutos antes de qualquer refeição.

A perda de peso resultante da ingestão diária de toranja tem a ver com a ação de enzimas específicas que aceleram o metabolismo e ajudam na queima de gordura.

2. Doenças cardiovasculares

Anginas, enfartes, redução de colesterol LDL. O magnésio e a vitamina C que a toranja contêm em abundância, são essenciais para a manutenção da saúde cardiovascular evitando doenças cardíacas,

3. Ação depurativa e desintoxicante

O consumo de toranja alia a grande quantidade de líquidos desta fruta com as fibras vegetais, riquíssimas em pectina, e os minerais e vitaminas que contêm agindo na redução de ácido úrico (gota, cálculos, artrite úrica), problemas hepáticos e renais. Mas, é preciso cuidado se você sofre de cálculos da vesícula biliar pois, o consumo de toranja aumenta a possibilidade de cólicas de vesícula.

Outro efeito do consumo de toranja, em gomos, de preferência, é a melhora no trato intestinal reduzindo problemas de prisão de ventre, intestino preguiçoso ou constipação.

4. Trata infecções

A vitamina C da toranja é seu principal agente antiinfeccioso fora os óleos essenciais que contêm. Mas, não só a vitamina C tem essa ação, também agem de forma a reduzir as infecções as vitaminas A, B e D, o magnésio, o ferro e outros minerais de que é rica esta fruta.

5. Melhora a aparência da pele

Como é rica em vitamina C, a sua ingestão promove a síntese do colágeno, mantém a saúde dentária, óssea, ajuda a cicatrizar feridas, a reduzir cicatrizes e a melhorar a resposta do sistema imunológico

6. Na digestão

A toranja, como qualquer outra fruta cítrica, tem a condição de nos ajudar a digerir melhor os alimentos, especialmente aqueles cuja digestão é mais lenta, difícil e que, consequentemente produzem toxinas em maior quantidade (carnes, gorduras, produtos industrializados em geral) e, como alimento alcalino que é (os cítricos o são) também ajuda nosso corpo a equilibrar seu pH.

7. Em caso de febre

Suco e polpa de toranja são muito bons para ajudar quem sofreu ou ainda sofre de febres, ajudando a melhorar o bem estar, reduzir a sensação de calor, aliviando a sede e injetando vitamina C no sistema imunológico.

Mas, cuidado com a toranja – ela interage com diversos medicamentos

Na verdade, a toranja interage com 85 medicamentos de uso bastante comum hoje em dia:” para tratar o colesterol alto, novos agentes anticancerígenos, medicamentos psiquiátricos, certos imunossupressores, medicamentos para Aids, certas pílulas anticoncepcionais e tratamentos com estrogênio”.

Você pode ler a lista completa que é um apendice do artigo científico “Grapefruit and medication interactions: forbidden fruit or avoidable consequences?” de

Bailey DG, Dresser G, Arnold JMA. publicado pela Canadian Medical Association em 2012.

Portanto, antes de lançar mão da toranja e sofrer algum efeito adverso – que pode ir desde náuseas, tonturas e até a morte (leia o caso clínico relatado por Unni Pillai, nefrologista de St. Louis, Missouri ) atente para esses sérios riscos.

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *