má-oclusão dentária
má-oclusão dentária

O que é má-oclusão dentária e como tratar?

É muito comum as pessoas apresentarem algum tipo de má-oclusão, geralmente leve e que pode ser resolvida por tratamento ortodôntico com aparelho.

Em casos mais graves relacionados à má-oclusão, a alteração é muito pronunciada e somente o aparelho pode não ser suficiente para corrigir o problema e alinhar os dentes de forma correta, por isso, é possível que o ortodontista alie ao tratamento ortodôntico o procedimento cirúrgico, visando ordenar os ossos faciais.

Os sinais e alterações que evidenciam a má-oclusão são diversos e compreendem principalmente a alteração estética e os sintomas podem ir surgindo com o passar do tempo agravando a situação.

Nesse conteúdo serão passadas várias informações que contribuirão para detectar esse problema e saber mais sobre como tratá-lo.

O que é má-oclusão dentária?

Em situação normal, a arcada dentária superior deve ser um pouco maior que o inferior e encobrir levemente os dentes inferiores.

Qualquer desequilíbrio nessa conformação evidencia uma má-oclusão dentária que pode ocasionar transtornos e disfuncionalidade para os dentes, gengivas, músculos, ligamentos, articulações e ossos faciais.

Podemos definir a má-oclusão dentária como um desalinhamento que pode envolver a arcada dentária, os dentes, os maxilares e/ou as mandíbulas, causando um mau encaixe mandibular e dentário.

Causas da má-oclusão dentária

Existem vários fatores que podem ser indicativos de serem causadores desse problema, tais como:

  • hereditariedade – tendência a ter esse problema na família
  • uso excessivo de chupetas ou o hábito demasiado de chupar o dedo
  • deslocamento da mandíbula provocado por acidente
  • problemas esqueléticos
  • desgaste ósseo facial
  • tensão excessiva no maxilar 
  • mastigação incorreta, mastigar mais de um lado da boca do que o outro, por exemplo
  • tamanho da língua maior que o palato e cavidade bucal 
  • falta de crescimento do osso maxilar   
  • perda de dentes, sem a devida substituição
  • doenças gengivais

Sinais e sintomas de má-oclusão

Alguns sinais que podem deflagar a má-oclusão são:

  • Alteração estética da face
  • Mau encaixe maxilar
  • Dificuldade de mastigação e fonação (fala)   
  • Problemas e transtornos na articulação mandibular
  • Dentes  expostos, por isso sensíveis, ao ingerir alimentos frios ou doces
  • Dores de cabeça e nos ouvidos
  • Dentes desgastados
  • Desconforto ao morder ou mastigar
  • Enfraquecimento do esmalte dentário e suscetibilidade dos dentes à cáries
  • A má-oclusão dentária pode interferir até no alinhamento esquelético e causar má-postura  e problema na coluna.  

Tipos de má-oclusão dentária

Os principais tipos de má-oclusão dentária são:

A pessoa apresenta queixo retraído, pois o arco dentário superior é bem maior que o arco inferior.

Em outro tipo de má-oclusão, o queixo é bem pronunciado e grande, pois o arco dentário superior é bem menor que o inferior.  

ma oclusao tipos

A má-oclusão e suas classificações

Conforme o transtorno, a má-oclusão pode ser classificada em:

  • Sagitais – com arcadas para frente ou para trás.
  • Verticais – apresentando mordida aberta ou profunda
  • Transversais – caracterizada pela mordida cruzada

Tratamentos para má-oclusão dentária

Na fase inicial quando a má-oclusão não está pronunciada, os sintomas não são tão perceptíveis, por isso, é necessário a consulta frequente ao dentista, principalmente se houver casos em família, para avaliar se há sinais desse problema, e nesses casos pode ser necessário o exame de raio X.  

O tratamento para má-oclusão dentária comumente é iniciado com o uso de aparelhos disjuntor para falta de crescimento ósseo maxilar e mordida cruzada, ou ortodônticos para realinhar os dentes de forma correta. 

O tempo de uso destes aparelhos ortodônticos pode variar entre  6 meses a 2 anos, dependendo do grau da má-oclusão.

Durante o período de uso do aparelho, conforme o caso, o dentista pode ainda avaliar se há a necessidade de remoção de dentes ou colocar uma prótese, para dar maiores condições dos dentes irem se posicionando corretamente.

Em casos mais graves e pronunciados, o uso do aparelho pode não ser suficiente para corrigir o problema, por isso, o dentista pode indicar a cirurgia ortognática para organizar os ossos da face.

A cirurgia é um tratamento mais demorado e invasivo que requer repouso, com o paciente ficando restrito de movimentar a boca, evitando de falar e mastigar, consumindo para isso alimentos líquidos; fazendo uso de medicamentos analgésicos e até anti-inflamatórios; a utilização de compressas para relaxar os músculos da face e diminuir o inchaço; e, conforme o caso, fisioterapia para normalizar o movimento do maxilar e da mandíbula.

Para evitar que seja necessária a intervenção cirúrgica é importante zelar pelos dentes e a saúde da boca, cuidando não só da higiene bucal, mas observando o posicionamento dos dentes e os alinhamentos maxilar e mandibular.

Além disso, é bom atentar como anda a mastigação e se existe tensão entre os maxilares, ao menor sinal não hesite em ir ao dentista para descobrir a causa e tratar devidamente.

Quanto mais cedo for realizado o tratamento, mais rápida e fácil será a correção da má-oclusão!

Talvez te interesse ler também:

DENTES: CONHEÇA AS BEBIDAS QUE ACABAM COM O ESMALTE DENTÁRIO

CREME DENTAL BRANQUEADOR? NÃO É VERDADE! COLGATE É MULTADA POR PUBLICIDADE ENGANOSA

SELANTE DENTAL: SABIA QUE É POSSÍVEL REDUZIR OU EVITAR A CÁRIE EM CRIANÇAS?

Sobre Deise Aur

Avatar
Professora, alfabetizadora, formada em História pela Universidade Santa Cecília, tem o blog A Vida nos fala e escreve para GreenMe desde 2017.

Veja Também

614G: a mutação que fez o coronavírus se espalhar pelo mundo

Vírus mutam. Dizem os virologistas que é da natureza deles mutarem para sobreviverem, e algumas …