/viver/saude-e-bem-estar/8450-psiquiatria-nutricional-alimentar-se-mal-pode-causar-ansiedade-depressao-e-outras-doencas-mentais

Psiquiatria nutricional: alimentar-se mal pode causar ansiedade, depressão e outras doenças mentais

  • atualizado: 
cérebro-alimentação

É de conhecimento geral que a alimentação influencia muito na saúde física, mas somente há pouco tempos os estudiosos começaram a pesquisar o quanto os alimentos também podem ser fatores importantes na saúde mental. Nesse sentido, têm crescido muito as descobertas no ramo da psiquiatria nutricional, área da psiquiatria que utiliza a nutrição como forma de prevenção e tratamento de doenças mentais.

Nesse sentido, a psiquiatria utiliza-se de suplementos dietéticos como forma complementar no tratamento de distúrbios como depressão, TDAH e esquizofrenia, o que também pode melhorar muito a qualidade de vida dos pacientes que sofrem com os efeitos colaterais dos remédios, como antidepressivos.

Segundo os estudiosos da área, as pessoas não recebem todos os nutrientes necessários para que o cérebro funcione corretamente, o que pode levar a processos inflamatórios no sistema nervoso. A inflamação está por trás de muitas doenças mentais, pois o processo causa morte de neurônios, facilitando o aparecimento de distúrbios.

Cérebro, sistema digestivo e prevenção de doenças

Além de proteger o cérebro, uma alimentação adequada também protege o sistema digestivo, que tem papel importante na prevenção de inúmeras doenças. Segundo o médico e pesquisador da Faculdade de Ciências Médicas - FCM, Mário José Abdalla Saad, em palestra do I Simpósio de Psiquiatria, Ciências de Alimentos e Nutrição: As Chaves do Eixo Intestino-Cérebro, ocorrido na UNICAMP, SP; a microbiota tem função muito parecida com a do Sistema Nervoso Central, exercendo influência em todo organismo.

Diversos suplementos de probióticos foram examinados em estudos clínicos, justamente para avaliar o impacto na saúde mental. Os pesquisadores descobriram que a suplementação de probióticos e vitaminas, como as do complexo B e D3 pode ajudar na melhora da depressão e ansiedade.

Segundo o professor de neurocirurgia e ciências filosóficas da Universidade da Califórnia, nos EUA, Fernando Gómez-Pinilla, nutrientes como o Ômega 3, presente em diversos alimentos, como peixes e nozes, têm função protetiva do cérebro. Sua ausência está associada a um risco maior de desenvolvimento de doenças mentais, como dislexia, depressão, transtorno bipolar e esquizofrenia.

Já o psiquiatra Ricardo Sbalqueiro lembra da importância do equilíbrio entre corpo e mente para prevenir doenças mentais e o quanto investir em alimentação e atividades físicas pode melhorar o bem-estar dos pacientes.

Talvez te interesse ler também:

INTESTINO TEM A VER COM HUMOR, DEMÊNCIA, ALZHEIMER, AUTISMO E OUTRAS DOENÇAS

INTESTINO E DEPRESSÃO: UMA QUESTÃO DE LIMPEZA

REPOLHO CURA: CONHEÇA OS USOS MEDICINAIS DESTE ALIMENTO

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!