grávida
grávida

Estou grávida? 11 sintomas que provam isso

Mesmo os sintomas da gravidez serem bem definidos e reveladores, por vezes se confundem com sintomas característicos de outras situações fisiológicas e estados orgânicos. Para ajudar a ter mais clareza sobre como diferenciar os sintomas da gravidez de outros estados, vem esse conteúdo compartilhar informações sobre esse assunto e outros aspectos relacionados à gravidez.

{index}

Sintomas da gravidez

Muitas mulheres sonham com o momento da gravidez, outras são pegas de surpresa, mas depois se alegram com o fato. Muitas engravidam sem estar preparadas, até porque não pretendiam engravidar. Seja qual for a circunstância, para saber se os sintomas observados são mesmo de gravidez, saiba como eles podem ocorrer e se manifestar.

Dependendo do organismo de cada mulher os comuns sintomas da gravidez podem variar. Os sintomas básicos que servem como sinal de alerta para uma possível gravidez são: tonturas, fome ou falta de apetite, necessidade de urinar com mais frequência, enjoo, algumas mulheres ficam mais emotivas, sensíveis e introspectivas.

Nem sempre tais sintomas são facilmente relacionados à gravidez, pois podem significar tantas outras coisas.

A seguir serão explicados como se manifestam esses e outros sintomas comuns na gravidez:

Atraso menstrual

O primeiro sintoma da gravidez geralmente é o atraso menstrual, mas este pode ocorrer por várias outras razões que não seja a gravidez. Mudanças hormonais, nervoso, estresse e até a pílula do dia seguinte podem causar atraso, sem falar em outras condições que talvez precisem de acompanhamento médico. Portanto, ao notar atraso na menstruação, procure um médico para fazer os exames. Veja mais abaixo sobre testes de gravidez e sobre os efeitos da pílula do dia seguinte.

Náuseas

O enjoo acontece em muitas mulheres gestantes e principalmente no inicio da gestação, por volta da 4ª ou 5ª semana. Este sintoma é efeito da sobrecarga de progesterona no organismo, em decorrência da gravidez.

Esse hormônio tem a função de operar os processos da gravidez e é o principal responsável pelos sintomas de gravidez. Além das náuseas, a progesterona pode provocar vertigens, ânsia, azia, dores de estomago, etc. Esses sintomas costumam ocorrer no primeiro trimestre de gravidez, até as 12ª ou 14ª semanas.

Depois a 16ª semana de gestação, os hormônios estarão mais equilibrados. Para aliviar o mal estar das náuseas matinais, é recomendável a ingestão de bolachas água e sal em jejum e para minimizar os enjoos, manter uma alimentação saudável com muitas frutas, verduras, legumes, sucos naturais e comidas com menos sódio.

Gengibre também é um remédio natural clássico contra náuseas, inclusive durante a gestação.

Se as náuseas forem muito fortes e persistirem mais tempo do que o normal, o indicado é consultar o médico ginecologista para tratar do problema.

Sono em demasia

Sentir muito sono pode ser um dos sintomas do começo da gravidez ou de todo período de 40 semanas. A mulher passa a ter sono excessivo e por vezes é necessário tirar sonecas durante o dia.

Novamente é a progesterona que está em ação. Com esta descarga hormonal, o organismo da mulher reage dessa forma, se adaptando com a nova condição.

Ao surgir sonolência e cansaço, é recomendável respeitar o organismo e dormir, nem seja por alguns minutos.

Inchaço no corpo

O inchaço indicativo de gravidez pode aparecer nas mamas, antes do atraso menstrual. Em seguida, o rosto ficar mais redondo e depois é a vez da barriga. O inchaço abdominal é puramente causado por hormônios da gravidez.

Desconfortos no momento de urinar ou sensação de que a bexiga está sempre cheia, é devido ao útero estar em expansão. Nariz e pés podem inchar mais no 3 º trimestre da gravidez.

Caso o inchaço for acompanhado de pressão alta, inchaço do rosto, pés ou mãos, dores de cabeça e sensação de ver estrelinhas de luz, a gestante deve procurar o médico para ver o que está acontecendo.

Corrimento vaginal

O óvulo ao ser fecundado, pode gerar como efeito um leve corrimento cor-de-rosa. Esses muco vaginal é rosa porque tem vestígios de sangue causado pela entrada do espermatozoide no óvulo e pelo seu deslocamento até o útero.

Este corrimento pode surgir minutos após a relação ou até 3 dias depois do contato íntimo, período esse relacionado com o tempo de vida do espermatozoide dentro do organismo feminino.

Cólica abdominal

O óvulo fecundado, provoca aumento de fluxo sanguíneo na região pélvica e os hormônios femininos agem para preservar o embrião e realizar a manutenção da gravidez, podendo desencadear desconforto abdominal, parecido com uma cólica menstrual de fraca ou média intensidade.

Acompanhando este sintoma, pode ainda ocorrer uma pequena perda de sangue.

Repulsa a cheiros fortes

No início da gravidez é normal a mulher ter repulsa a cheiros fortes, mesmo que sejam agradáveis. A maioria das grávidas reagem com vômitos após sentirem um cheiro forte. Este olfato alterado pode interferir até no sabor da comida, que se torna mais intenso e enjoativo para a mulher grávida

Humor instável

Nas duas primeiras semanas de gravidez, a mulher pode apresentar variações de humor, sem razão aparente. É comum a grávida chorar pelo que não a faria chorar antes de ficar grávida e este sintoma poderá se manter durante toda a gravidez.

Isso é efeito das alterações hormonais que afetam os níveis de neurotransmissores, fazendo com que o humor fique mais instável.

Tonturas e dor de cabeça

A tontura pode ocorrer por causa da queda da pressão arterial, da diminuição da glicose no sangue e da má nutrição ocasionada por causa dos enjoos e vômitos frequentes. O sintoma da tontura costuma aparecer nas primeiras 5 semanas de gravidez, mas tende a diminuir a partir da 20 ª semana de gestação.

A dor de cabeça também acontece devido às alterações hormonais, geralmente é fraca, mas persistente.

Aumento da vontade de urinar

Devido à progesterona, os músculos da bexiga ficam mais relaxados e se torna mais difícil esvaziar a bexiga na hora de urinar, por isso, a vontade mais frequente de urinar.

Espinhas e excesso de oleosidade na pele

As alterações hormonais podem desencadear ou piorar cravos e espinhas.

Depois do primeiro mês de gravidez, a mulher pode ter um aumento da oleosidade na pele, que pode ser controlada com limpeza facial e alimentação adequada.

Recomendações ao sentir sinais de gravidez

Para lidar com os sintomas da gravidez, é recomendável um bom acompanhamento médico, até para detectar possíveis problemas, por isso o pré-natal é importante para toda mulher grávida.

Para cuidar da gestação, é necessário fazer exames clínicos e ter o suporte de um médico.

Testes de gravidez mais comuns

Existem alguns testes para comprovar a gravidez, e é o quee será mostrado a seguir, explicitando o nível de segurança e confiabilidade de cada um deles.

Teste Laboratorial

A forma mais segura de verificar e confirmar a gravidez é o exame de sangue laboratorial, com a medição da dosagem de um hormônio que é produzido pela placenta: a Gonadotrofina Coriônica Humana – HCG. Este exame detecta a quantidade mínima desse hormônio e a taxa de acerto é de quase 100%. O exame pode ser realizado com 1 dia de atraso da menstruação.

Com 10 dias de fecundação o teste identifica a presença desse hormônio.

Agora, conheçam outros testes que podem ser feitos pela própria pessoa para confirmar sua gravidez.

Teste de farmácia

O teste de farmácia é bastante confiável, pois mede a quantidade do hormônio HCG no organismo. Nesse caso, essa detecção é feita através da urina, e não pelo sangue.

Mas quando este exame é feito cedo demais, ele pode não conseguir identificar o hormônio por ainda estar em dosagem muito baixa. Mesmo podendo fazer este exame no 1° dia do atraso menstrual, o melhor é fazer cerca de 7 dias de atraso, quando o HCG está em maior quantidade no corpo.

O melhor horário para realizar este esse teste é pela manhã, coletando a primeira urina do dia, que é a mais concentrada. Em menos de 5 minutos se obtém o resultado.

Se aparecer uma risca no aparelho de medição significa negativo, e duas riscas é positivo.

Mesmo fazendo esse teste de farmácia é recomendado que a mulher faça o exame de sangue para melhor comprovação da gravidez.

Testes caseiros

É importante ressaltar que testes caseiros, mesmo sendo utilizados há muito tempo, não têm comprovação científica e podem falhar por falta de metodologia e melhor definição.

Segue uma lista dos métodos, mais populares e conhecidos, feitos em casa para confirmar gravidez.

Os testes caseiros funcionam?

Conheça alguns testes de gravidez caseiros que, embora sejam conhecidos e utilizados, carecem de comprovação científica.

AGULHA

Em um recipiente com a urina, coloca-se uma agulha e a deixa em repouso por 8 horas, se a agulha ficar preta, o resultado é positivo. Vale alertar que se a urina estiver concentrada demais, a agulha poderá ficar escura mesmo, e dessa forma, o teste poderá falhar.

COTONETE

Passa-se um cotonete na vagina até o máximo de seu comprimento, se sair limpo, é positivo, pois não há menstruação em curso.

Lembrando, que a região vaginal pode manifestar vários tipos de secreções e a introdução do cotonete pode ferir o colo do útero, tornando este teste pouco eficaz.

ÁGUA SANITÁRIA

Em um recipiente com água sanitária, coloca-se a urina, se a água sanitária mudar de cor, espumar ou borbulhar o resultado é positivo.

Neste teste, não se tem a definição da quantidade de água sanitária necessária, o que pode interferir no resultado. Outro porém, é que a urina reage ao hipoclorito de sódio (água sanitária), pois contém ureia e amônia.

URINA

Em um recipiente, coloca-se a urina para ferver, se levantar fervura e fazer espuma, o resultado é positivo. Neste caso, vale salientar que se a mulher bebe muita água, a urina irá ferver, independentemente das substâncias que contenha e outro ponto é que a urina possui pontos de ebulição distintos da água, que ferve de forma homogênea.

PASTA DE DENTE

Mistura-se a urina com um pouco de pasta de dente branca, se a pasta mudar de cor ou formar espuma, o resultado é positivo. Neste caso, a mudança de cor quase nunca acontece, mesmo havendo gravidez. A espuma acontece por causa da reação dos dois elementos, o que é algo comum.

VINAGRE

Coloca-se um pouco de vinagre e urina juntos em um recipiente, se o vinagre mudar de cor ou espumar, significa gravidez. Analisando melhor esse teste, é natural que a solução mude de cor por causa da mistura do vinagre e da água. Outro aspecto, é que não há padronização do tipo de vinagre que deve ser utilizado.

SIMPATIA

Esta simpatia muito popular é a da aliança e consiste em pegar uma aliança e amarrá-la em um fio, tem gente que diz para usar um fio do próprio cabelo. Segurando o fio, a mulher se deita, de forma relaxada e direciona o pêndulo sobre a sua barriga, na altura do umbigo, se a aliança se mover é sinal de gravidez. Nesta situação esse teste pode falhar e muito, pois o movimento do pêndulo pode ocorrer independente da gravidez, em decorrência de forças magnéticas no ambiente.

Atraso menstrual e Pílula do Dia Seguinte

A pílula do dia seguinte passou a ser utilizada pela mulher contemporânea como um meio emergencial de evitar uma gravidez não planejada ou de risco. Por isso esse recurso não deve ser usado como método preventivo. Existem mulheres que fazem uso frequente da pílula do dia seguinte por ignorarem os seus efeitos colaterais e prejuízos que causa à saúde, pois é uma bomba hormonal.

O que é pílula do dia seguinte? A pílula do dia seguinte é uma pílula contraceptiva de emergência. Foi criada para ser tomada nas primeiras horas até 3 dias (72 horas) após a relação sexual que ocorreu sem prevenção contraceptiva.

Não há garantia que a pílula funcione, ainda que a sua eficácia seja maior quanto mais cedo tomada, por isso os médicos indicam a administração dessa pílula com o ácido fólico, pois caso falhe será uma forma de proteção para a formação do feto.

Segundo a Organização Mundial de Saúde, o índice de eficácia dessa pílula varia entre 52% a 94%.

Efeitos colaterais da pílula do dia seguinte

A pílula do dia seguinte pode causar dores de cabeça e no corpo, náuseas, diarreia e vômito, alterar o fluxo hormonal da mulher, provocando sangramento, dores ou atrasos na menstruação.

Esta a pílula, por ser uma bomba de hormônios, pode até engordar. O uso de tabaco e álcool concomitantemente com a pílula do dia seguinte potencializam os níveis de estrogênio no organismo, um vasoconstritor que desencadeia o risco de derrame (Acidente Vascular Cerebral) e trombose.

O uso frequente e irresponsável da pílula do dia seguinte pode causar infertilidade.

Contraindicações da Pílula do Dia Seguinte

O uso da pílula do dia seguinte é contraindicada nos seguintes casos: mulheres hipertensas, obesas, com sérios problemas vasculares, hormonais ou de sangue.

A gravidez na vida da mulher

A gravidez é algo mágico na vida da mulher, até mesmo quando acontece de forma inesperada, tem o poder de transformá-la, geralmente para a melhor! Seu corpo, sua mente e seu coração se amplificam, ampliam e expandem para receber uma vida que passará a ser a extensão de sua existência e a prova viva da manifestação e cristalização do amor!

Esse estado provoca na mulher uma alquimia, através da qual ela passa a se ver não mais somente sob a ótica individualista, mas como cocriadora de uma nova vida!

Portanto, aos menores sintomas da gravidez, procure um médico e se cuide! Vem aí uma nova vida!

Sobre Deise Aur

Avatar
Professora, alfabetizadora, formada em História pela Universidade Santa Cecília, tem o blog A Vida nos fala e escreve para GreenMe desde 2017.

Veja Também

Covid e vacina, milhões de mortes e microchip: será que a profecia do Bill Gates vai se cumprir?

Em 2015, o empresário Bill Gates disse, em uma conferência para o TED em abril, …