Toxoplasmose: surto em Santa Maria (RS) assusta o Brasil

  • atualizado: 
Toxoplasmose

A toxoplasmose, injustamente também conhecida como a "doença do gato", é provocada pelo contato das fezes de animais infectados com o homem. Causada pelo protozoário Toxoplasma gondii, cujo hospedeiro não é somente o gato, mas também outros animais domésticos e de produção, como os suínos, bovinos, caprinos, aves e animais silvestres. A doença manifesta-se em infecção assintomática, mas também em manifestações sintomática graves, por isso é preciso ficar atento.

E no Brasil cresce o número de casos de toxoplasmose. Só em Santa Maria (RS), já foram registrados 510 casos da doença, sendo que, de acordo com a Secretaria de Saúde do Rio Grande do Sul, há 212 casos suspeitos sob investigação. O número preocupante de casos foi noticiado pela Agência Brasil como alerta para a população.

Fique de olho nas causas, sintomas e veja como prevenir a toxoplasmose:

Toxoplasmose - Causas e sintomas

Os humanos podem ser infectados por três maneiras: contato direto com solo, areia, latas de lixo contaminados com fezes de gatos infectados: ingestão de carne crua ou mal cozida infectada (principalmente, carne de porco e cordeiro), folhas verdes mal lavadas e infecção transplacentária durante a gravidez.

A doença não é transmitida de humano para humano, a não ser em casos de infecções intrauterinas.

A toxoplasmose costuma ser uma doença silenciosa e, por isso, ela costuma ser, ainda, mais perigosa.

Os sintomas mais comuns são febre e fadiga, comuns a outros tipos de doença, o que dificulta o diagnóstico da doença. Outro sintoma que pode ocorrer é o inchaço dos gânglios.

Leia também: TOXOPLASMOSE NA GRAVIDEZ: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER

Prevenção

Alguns cuidados são essenciais para se prevenir da toxoplasmose, como:

  • Evitar carnes cruas ou mal cozidas;
  • Lavar as verduras de forma adequada, fazendo uso de hipoclorito de sódio (água sanitária);
  • Eliminar as fezes de gatos infectados em lixo seguro;
  • Proteger as caixas de areia;
  • Lavar as mãos após manipular carne crua ou terra e areia contaminadas;
  • Evitar que grávidas tenham contato com gatos.
  • As grávidas devem fazer os exames pré-natal, sobretudo, no primeiro trimestre da gravidez, período em que há maior risco para o feto, embora ocorra em um percentual mais baixo de contágio nessa época.

O Mito do Gato

O gato se tornou uma das vítimas da toxoplasmose, porque muitas pessoas acreditam ser ele o transmissor da doença. Entretanto, somente 1% dos gatos transmite a toxoplasmose, logo é muito difícil que o animal seja a fonte da doença. Isso porque as fezes do gato contaminado devem entrar em contato com a boca do ser humano.

Cuidados com o Gato

O GreenMe fez a matéria Limpe a caixinha do gato todos os dias e evite a toxoplasmose alertando sobre a atenção e os cuidados de higiene que se devemos ter com os nossos bichanos. Mantendo bons hábitos de higiene, a chance de contrair a taxoplasmose diminui bastante. Cuide da sua saúde e da saúde do seu gato!

Confira:

- Não dê carne crua ou mal passada ao animal;
- Limpe a caixa sanitária 2x ao dia;
- Desinfete a caixa sanitária e a pá com água fervendo por 5 minutos diariamente (se o gato estiver doente);
- Evite que seu gato tenha acesso à rua;
- Mantenha seu gato vacinado e vermifugado;
- Leve seu gato frequentemente ao veterinário.