Saiba como acabar com a celulite de uma vez por todas

  • atualizado: 
celulite

Por mais comum que seja, ela segue sendo inimiga número 1 das mulheres. A celulite não perdoa, seja gordinha ou magrinha, alta ou baixa, loira ou morena, o problema afeta quase todas. Estimativa da Sociedade Brasileira de Dermatologia mostra que oito em cada dez mulheres têm algum grau de celulite. No entanto, talvez esse indicador seja até maior. Basta olhar para o lado. Quantas mulheres você conhece que não reclamam desse “incômodo”?

O que é a celulite?

Para começar, vale ressaltar: celulite não é doença. É uma alteração de pele, por assim dizer. Ela acontece quando há um acúmulo de gordura, água e toxinas nas células. Esse excesso faz estas células incharem e endurecerem, provocando desníveis e nódulos na pele, o que dá aquele aspecto de “casca de laranja” tão conhecido. Ela costuma aparecer com frequência nas nádegas e nas pernas, mas também pode surgir em lugares como barriga, seios e braços.

Acontece mais comumente em mulheres, mas homens também podem ter.

O que causa celulite?

Essa alteração de pele pode ser causada por uma série de aspectos, sendo que o excesso de peso, a má alimentação – principalmente aquela que é rica em sal, gordura e açúcar - e a baixa ingestão de líquidos estão entre as mais importantes causas. Além disso, alterações hormonais, estresse, maus hábitos como fumar, ficar muito tempo sentada, e o sedentarismo também são fatores de risco.

Sintomas e graus de gravidade

A celulite, em seu estágio inicial, só pode ser vista quando a pele da região é comprimida. Nesses casos, ela é assintomática. Mas nos casos graves, a pele fica mais dura, fria e sensível, podendo até causar dor.

Há uma escala do grau de severidade da celulite, sendo que o grau 1 só aparece quando a pele é comprimida, e ainda assim, as ondulações e furinhos são bem pequenos.

O grau mais avançado acontece quando a pele apresenta vários nódulos, a região fica inchada e há comprometimento da circulação.

Recentemente, três dermatologista brasileiras desenvolveram uma escala chamada “Celulite Severity Scale” que, por meio de uma pontuação que vai de 1 a 15 classifica, de modo mais preciso, a celulite em leve, moderada ou grave.

Tratamentos mais comuns e suas eficácias

No mercado, há uma serie de cremes que prometem diminuir ou mesmo acabar com a celulite. No entanto, grande parte dos especialistas questionam a eficácia, tendo em vista que quando há alguma melhora, ela é bastante modesta.

Porém há uma série de métodos profissionais, que podem ajudar – e muito – no aspecto da pele com celulite.

São eles:

* No caso da Drenagem Linfática - um dos métodos mais conhecidos e de bastante eficiência – há uma melhora da circulação sanguínea da região, bem como diminuição da retenção de líquidos, dois dos principais vilões do acúmulo de gordura.

* A massagem modeladora e a automassagem também são eficientes, pois funcionam melhorando a circulação.

* Para os casos moderados ou graves, é possível recorrer a Endermologia, tratamento estético não invasivo.

* Além deles, alguns procedimentos utilizam aparelhos para ajudar na retirada da celulite. Um dos mais eficazes e duradouros é a Radiofrequência, que não traz riscos à saúde e promove uma verdadeira reestruturação do tecido da pele e estimula a produção de colágeno, proteína que dá firmeza e elasticidade à pele.

* Além deste, há também a Criolipólise, um “achado” dos pesquisadores de Harvard, que expõe as células de gordura a baixas temperaturas, fazendo-as congelarem e se romperem.

* Em termos de novidade, há também as Ondas Acústicas, tratamento não invasivo feito por meio de ondas de pressão que destroem as fibras das celulites, e ainda,

* a Corrente Russa, que utiliza impulsos elétricos para melhorar a circulação e acelerar o metabolismo da região. Ambos podem ser feitos em clínicas estéticas.

Procedimentos Cirúrgicos, medicamentos e outros métodos

No caso dos procedimentos cirúrgicos, há a Cirurgia à Laser e a Subcisão, que corrigem problemas de “relevo” na pele, como acne, rugas e a celulite.

No rol dos medicamentosos, há a Mesoterapia, feita com um coquetel de medicamentos, para diminuir o acúmulo de gordura no local.

Menos conhecidos e um pouco questionados pelos especialistas estão a Lipocavitação, o Ultrassom com Lipolíticos, que utiliza a mesma base da Lipocavitação, mas tem uma potência maior do que o ultrassom convencional, e o Gesso Liporredutor, uma mistura de substâncias benéficas para a pele, como a cafeína.

Alimentação, um fator importante

Como a celulite trata-se, basicamente, de depósitos de gordura localizados, o fator alimentação é um importante elemento a ser levado em conta.

Os alimentos mais maléficos, nesse caso, são o excesso de sal, gorduras, açúcares e doces, frituras e industrializados.

No caso do sal, o maior problema é a retenção de líquidos, já os carboidratos favorecem o acúmulo de gordura e os industrializados promovem uma verdadeira invasão de toxinas no organismo.

Nesse sentido, quanto mais natural a alimentação, melhor. Invista em alimentos in natura e integrais e deixe esses alimentos “vilões” para ocasiões especiais.

Frutas, verduras e legumes seguem sendo os queridinhos da saúde, também no caso da prevenção da celulite. Hortaliças, fibras e alimentos proteicos, como grão-de-bico e feijão, ajudam muito.

Vale também beber muita água, pois um organismo hidratado funciona muito melhor sempre.

Como eliminar a celulite

Além de investir em uma alimentação natural e de qualidade e beber bastante água, é importante também praticar atividades físicas, pois elas ajudam a diminuir a gordura localizada e melhoram a circulação sanguínea.

Os melhores são os aeróbicos, como a corrida e caminhada. Também são bons a musculação e o Pilates.

Evitar ficar muitas horas com salto alto e em posição sentada, pois são fatores de risco para o aparecimento da celulite.

Remédios caseiros para a celulite

Sim. Há como melhorar o aspecto da pele de modo natural.

* Uma das indicações mais eficazes é o vinagre de maçã, que possui propriedades que auxiliam na redução da celulite, tendo em vista que reduz o excesso de gordura nas células.

* A cafeína também é um produto bastante interessante, pois acelera o metabolismo e elimina o excesso de fluidos no líquido da pele.

* A gelatina também é recomendada por conter colágeno, o amigo número 1 da pele firme e saudável.

* Massagem caseira com mel, todas os dias, para ativar a circulação sanguínea local.

* Massagens em geral e especialmente massagem com manteiga de cacau também são métodos caseiros bastante eficazes se feitos com regularidade.

Leia mais: CONHEÇA 13 REMÉDIOS NATURAIS PARA ACABAR COM A CELULITE

No entanto, todos esses tratamentos caseiros devem ser combinados com outras medidas. Sozinhos, evidentemente, eles não promovem o milagre que toda mulher gostaria de ganhar: acordar um dia sem uma celulite no corpo para contar a história.

Leia mais sobre Saúde e Bem-estar:

O QUE É VENTOSATERAPIA? SERÁ QUE FUNCIONA?

APERTE O PONTO CERTO. 6 PONTOS DE ACUPRESSÃO CONTRA DORES DIVERSAS. FOTOS

CROSSFIT: O QUE É, BENEFÍCIOS, VÍDEO COM EXERCÍCIOS