©asier_relampagoestudio/freepik

Pesquisa mostra que enxaguante bucal mata coronavírus em 3 segundos

Cientistas da Universidade de Cardiff, no Reino Unido, descobriram que o enxaguante bucal feito com CPC (cloreto de cetilpiridínio) mata coronavírus em apenas 3 segundos.

Porém, os testes ainda são inconclusivos quando usado na boca, se o enxaguante teria o mesmo poder quando misturado à saliva.

Embora a pesquisa ainda não tenha sido revisada, há informações que outros estudos já sustentam que os bochechos com CPC são eficazes na redução da carga viral.

Segundo Richard Stanton, principal autor da pesquisa,

“Este estudo acrescenta à literatura emergente que vários enxaguantes bucais comumente disponíveis projetados para combater doenças gengivais, também podem inativar o coronavírus Sars-CoV-2 (e outros coronavírus relacionados) quando testados no laboratório sob condições projetadas para simular a cavidade oral/nasal em um tubo de ensaio”.

Um ensaio clínico será feito com os doentes de coronavírus do hospital de Cardiff, para verificar se o enxaguante bucal ajuda a reduzir os níveis do vírus na saliva de pacientes com Covid-19.

De qualquer maneira, além de ser um hábito higiênico, pode contribuir com a eliminação do vírus.

Um hábito a mais

Nick Claydon, especialista em periodontologia, diz que os enxaguantes bucais podem se tornar um complemento importante à rotina das pessoas, junto com a lavagem das mãos, o distanciamento físico e o uso de máscaras.

Talvez te interesse ler também:

SprayCov: pesquisadores brasileiros criam spray AntiCovid que dura até 3 dias

Não só Europa e EUA: Brasil também está na segunda onda de Covid-19

A vacina natural contra Covid-19 que dá em árvore sagrada para os indígenas

Sobre Juliane Isler

Juliane Isler
Juliane Isler, advogada, especialista em Gestão Ambiental, palestrante e atuante na Defesa dos Direitos da Mulher

Veja Também

Quando uma pessoa que teve Covid-19 deixa de ser contagiosa?

Existem muitas dúvidas em torno da transmissão da Covid-19 e tudo o que envolve essa …

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *