Celular faz mal à vida e, sequer melhora a comunicabilidade

celular-vicio

Vários estudos apontam o quão nocivas são as radiações que um celular emite, especialmente se perto da sua cabeça, ou testículos. E as ondas de wifi, então? Bem, e sabendo de tudo isso, você deixa o seu celular de lado, de vez em quando?

Este, como muitos outros, foi um hábito criado em nós pelas necessidades de mercado - acho que isto já é óbvio para a maioria dos que me leem! E nós fomos engolidos pelo hábito - ter um celular na mão, no bolso, na mochila, conectado o tempo inteiro, nos dá a sensação de estamos mais presentes no mundo.

Leia também: WI-FI É UM PERIGO, TOME PROVIDÊNCIAS

Em contrapartida, com essa facilidade toda de comunicação, estamos mas é desaprendendo a conversar. Então, celular, que é uma tecnologia de comunicação não ajuda em nada a comunicabilidade. Isso é fato!

Quanto aos danos físicos, alguns estudos já os demonstram apesar de outros se dizerem inconclusivos.  Mas, aí a gente terá sempre de se perguntar: a quem interessa demonstrar que as ondas emitidas por celulares, wifi, aparelhos elétricos, torres de alta tensão, etc, causam ou não câncer? Na verdade mesmo, só interessa a quem sofre o problema, ou a quem, sem o sofrer, tem tal espírito solidário que, mesmo perdendo em seus interesses imediatos, abre mão, e luta por uma vida melhor. Porque todos os outros, de uma forma ou de outra, estarão “de rabo preso” com algum interesse, ou pagamento, ou financiamento de estudo, ou pesquisa de laboratório, ou emprego prometido, ou, ou, já se sabe que essa lista é sempre longa.

Mas, agora falemos de coisas mais simples porém, não menos dramáticas

Você, que está sempre checando suas mensagens, ouvindo aquele irritante pipipipipi (como um passarinho metálico) que faz o whatsapp, ou os plinplins diversos que seus aparelhos de comunicação podem fazer, bem, você que está escrevendo seu artigo, ou estudando para a prova, ou cozinhando para seus filhos, ou até, tomando um cafezinho gostoso comigo agora, você ouviu o que eu estava dizendo?

Não. Ou melhor, bem, só com meio ouvido, com certeza. É assim que a gente fica quando está permanentemente conectado, ligado, em algum outro acontecimento. E saiba que, os chamados pipipis fazem com que seu cérebro solte uma descarga de adrenalina sempre que os ouve - é como quando a gente recebe um telegrama, ou uma chamada telefônica (mesmo quando não se tem celular), ou ouve a sirene de uma ambulância, bombeiros ou polícia passando na rua embaixo da sua janela. Entramos em alerta!

Já falamos aqui que, estar em alerta permanente gera estresse, e que o estresse permanente gera doenças.

Leia sobre os EFEITOS DO ESTRESSE NO CORPO HUMANO

Bom, mas mesmo que não falemos de doenças graves, como o câncer ou o descolamento de retina, podemos falar daquela chatice de “olhos secos” que, muitas vezes, têm a ver com o uso abusivo de celulares, smartfones e computadores. Ahá! Sei sim do que estou falando, eu sofro com essa dos olhos secos (que também pode ter a ver com hormônios, menopausa, etc e, inegavelmente, com a luz que as telas digitais emitem).

Enfim, mas pense comigo, que bem te traz estar permanentemente conectado, via celular, o dia inteiro? Nenhum pois que, a nossa capacidade de estarmos falando, com várias pessoas ao mesmo tempo, a não ser em uma boa roda de conversa, não existe. E mais, você nem consegue, de verdade, estar acompanhando a vida dos outros, seus amigos ou seres queridos, pelo celular pois que este acompanhamento, de verdade, só se dá numa conversa franca, na observação empática, na troca de ideias. Você reparou nos gerúndios, não é mesmo? Sim, porque o principal aí é o verbo estar, quer quer dizer "ser neste momento". E a gente só é nesse momento quando a gente é capaz de ser inteiro, o que é impossível com tantas inúmeras solicitações, avisos, pipipis, etc.

E, no fim das contas, se você pensar, até te prejudica em muito no trabalho ou na vida diária, ter que dar atenção, a todo momento, a toda mensagem que te mandam. E a cada mensagem, sufocar o ímpeto de responder qualquer coisa só para mostrar que está atento, afinal.

Largue disso, então, para teu bem pois, como seres sociais que somos precisamos é de contato verdadeiro com nossos semelhantes e telefone só deve servir para dar notícias, quando se está longe, em horas apropriadas, ou para receber notícias - e é por isso que a gente “explode em adrenalina” quando toca o alarme (do celular).

Ah, e principalmente, desligue seu celular à noite. Para dormir a gente precisa de se aconchegar, entrar no nosso íntimo, se conectar com as forças da natureza para renovar nossas forças humanas, que também fazem parte do ecossistema terrestre.

Especialmente escolhidos para você:

ESTRESSE É UM PESADELO QUE TEM CURA

O ESTRESSE PREJUDICA A FERTILIDADE E DIFICULTA A CONCEPÇÃO

COMO TER UMA BOA NOITE DE SONO?