5 Curiosidades Sobre os Cabelos dos Recém-Nascidos

  • atualizado: 

Quando nasce uma nova vida finalmente os pais conseguem ver a carinha tão imaginada do bebê. Entre as várias coisas que imediatamente nos chamam a atenção é a presença, ou não, de cabelos. Por que algumas crianças nascem com cabelos e outras não?

Sobre este fato existem várias teorias populares: há quem diga, por exemplo, que as grávidas têm mais ou menos azia dependendo da quantidade de cabelo que o bebê tem; outros acreditam que se na família ninguém tiver cabelos vermelhos, nenhum filho desta família o terá. Será que estas crenças populares têm fundamento?

Vamos descobrir alguns fatos interessantes sobre os cabelos dos recém-nascidos...

1. Pelos e cabelos na barriga

Todos os nascituros por volta do 6° e do 7° mês são totalmente cobertos por uma penugem conhecida como velo fetal. No entanto, geralmente, estes pelos caem espontaneamente ao final do 8° mês e, quando o bebê nasce, eles têm apenas algumas poucas penugens ​​de cabelos e pelos que se perdem gradualmente durante os primeiros meses de vida.

2. Por que alguns bebês nascem com cabelos?

Devido a fatores hormonais e genéticos, alguns bebês não perdem os cabelos durante a gestação e nascem com a “peruca” mais ou menos cheia. Alguns meses após o nascimento, no entanto, estes cabelos iniciais tendem a se afinarem e cair.

3. Nos primeiros meses, os recém-nascidos perdem seus cabelos

Embora tenham cabelos, muitas vezes os bebês, nos seus primeiros seis meses de vida, perdem quase que completamente seus cabelos, especialmente na área frontal.

Os pais geralmente ficam alarmados, mas na realidade não há nada de estranho nisso que, não é, de fato, um problema nos folículos pilosos, pelo contrário, desta forma abre-se espaço para o cabelo propriamente dito nascer e acompanhar a criança para nos próximos anos.

4. Uma criança pode nascer com cabelos vermelhos, mesmo que os pais não os tenham?

Ainda que nenhum dos pais seja ruivo e tenha a pele branca, há sim uma pequena possibilidade de que o bebê possa vir com essas características. Neste caso, fala-se de rutilismo e tal situação ocorre quando tanto a mãe quanto o pai são portadores do gene recessivo MC1R.

5. A acidez de estômago durante a gravidez tem a ver com cabelo do bebê?

Todas as mães que sofreram de azia durante a gravidez foram informadas de que o seu bebê seria um cabeludo. Mas isso é um mito popular? Ainda não existe constatação científica sobre este fato, ainda que um estudo realizado nos EUA tenha encontrado uma relação estatisticamente significativa entre a presença de azia em gestantes e muito cabelo no bebê durante o nascimento.

Gostou de saber?

Talvez te interesse também:

seta

CÓLICA EM RECÉM-NASCIDO: POSSO DAR CHÁ? O QUE FAZER?

setaBONITINHA, MAS PERIGOSA: FAIXA QUE ENFEITA A CABEÇA DE BEBÊ

setaE QUANDO O SEU BEBÊ TEM PRISÃO DE VENTRE, O QUE FAZER?