Vamos combater o Abuso Sexual e a Exploração Infantil - 18 de maio - data que simboliza essa luta

  • atualizado: 
Abuso Sexual e Exploração Infantil

Uma menina de oito anos, violentada e morta brutalmente por jovens de classe média. O episódio aconteceu em 1973, e segue impune. O crime, que ficou conhecido como “Caso Araceli”, em homenagem a vítima Araceli Crespo, não puniu os criminosos, mas serviu como memória para a data que marca o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual Infantil, em 18 de maio.

Todos os dias o Brasil vê inúmeros novos casos Araceli e a impunidade continua uma cicatriz grande na história do País. Segundo Dados da Organização Internacional do Trabalho (OIT) são cerca de 100 mil casos de abuso e exploração de crianças e adolescentes por ano, no Brasil.

Abuso e Exploração

Vale lembrar que abuso e exploração sexual infantil são denominações diferentes.

O abuso sexual acontece quando um adulto utiliza o corpo de uma criança para satisfação sexual, com ou sem uso de violência física. Já a exploração sexual acontece quando crianças e adolescentes são usadas em atividades sexuais remuneradas, como a prostituição.

Denuncie

Pela emergência dessas questões é essencial que as pessoas DENUNCIEM, caso saibam de algum abuso ou exploração infantil.

O Disque 100 é um serviço gratuito da Secretaria dos Direitos Humanos e recebe anonimamente denúncias pelo telefone – basta dicar o número 100 – e por e-mail, por meio do [email protected].

Leia mais sobre Crianças:

setaABUSO SEXUAL INFANTIL: PRECISAMOS FALAR PARA PODER PREVENIR ESTE MAL

seta KANDAPARA: O PROSTÍBULO DE MENINAS EM BANGLADESH (FOTOS)

seta11 DE OUTUBRO: DIA INTERNACIONAL DA MENINA

setaABUSO PSICOLÓGICO INFANTIL PODE SER TÃO (OU MAIS) PREJUDICIAL QUE O ABUSO SEXUAL