Nasrin Sotoudeh: condenação confirmada: 33 anos de prisão e 148 chicotadas

  • atualizado: 
Nasrin Sotoudeh

Acreditem, isso ainda acontece no mundo atual: 148 chicotadas e quase quatro décadas na prisão, esta foi a sentença que recebeu advogada a iraniana Nasrin Sotoudeh, por lutar de forma pacífica pelos direitos das mulheres e contra a repressão que elas sofrem no Irã!

Reza Khandan, marido da ativista iraniana, compartilhou ontem essa triste notícia, no Facebook dele, espaço que tem utilizado para divulgar informações sobre o que vem acontecendo com sua esposa.

O motivo dela ter sido condenada foi em decorrência de se opôr às imposições do Estado iraniano e ir contra as suas proibições, defendendo o fim da pena de morte e incentivando as mulheres iranianas a se liberarem do uso dos véus, o que é obrigatório no Irã.

Philip Luther, da Anistia Internacional contestou essa condenação dizendo:

"Nasrin Sotoudeh dedicou sua vida à defender os direitos das mulheres e a se manifestar contra a pena de morte.

É absolutamente ultrajante que as autoridades iranianas a estejam punindo por seu trabalho pelos direitos humanos."

A História de Nasrin Sotoudeh

Uma mulher de 55 anos que atua como advogada no Irã defendendo os direitos humanos e que, por isso, foi presa em Junho do ano passado.

Nasrin Sotoudeh recebeu 9 acusações em dois julgamentos, um dos quais se deu, sem a sua presença.

Entre 2010 e 2013, ela foi presa com a acusação de fazer propaganda e conspirar contra o Estado iraniano.

Ela negou as acusações que lhe foram imputadas para fundamentar sua condenação.

Indignado com esta condenação, iHadi Ghaemi, o diretor executivo do Centro de Direitos Humanos do Irã (CHR), havia declarado:

"O Judiciário iraniano está punindo Sotoudeh por tentar defender o Estado de Direito e o direito à uma defesa justa em casos envolvendo acusados que enfrentam acusações politicamente motivadas. O judiciário iraniano está zombando de toda noção de justiça no Irã."

Mobilização internacional a favor da libertação de Nasrin

Uma grande mobilização virtual está sendo feita e já foram colhidas milhões de assinaturas para protestar contra a condenação de Nasrin Sotoudeh.

Renza Khandan, o marido de Nasrim Soloudeh, em agradecimento ao apoio da Anistia Internacional e à mobilização em favor de sua esposa, escreveu:

"Queridos amigos, ativistas e associados da Anistia Internacional, tudo o que cada um de vocês está fazendo em diferentes países em apoio à Nasrin Sotoudeh, do campo às manifestações, e suas reações imediatas contra a condenação atroz infligida à ela, despertaram a atenção de todo o mundo sobre o caso, a tal ponto que o juiz foi forçado a dizer coisas sem sentido aos jornalistas para justificar a sentença.

Graças à vocês, Nasrin e sua condenação cruel tornaram-se um objeto de preocupação internacional.

Agradecemos todos os esforços e sacrifícios que estão fazendo e parabenizamos vocês e os defensores dos direitos humanos em todo o mundo pela solidariedade em favor das vítimas de violações."

Assine a petição pedindo sua libertação

Cada um de nós pode ajudar a impedir esse absurdo e essa injusta sentença, assinando a petição acionando os países do G7 da ONU a usarem de suas influências diplomáticas e econômicas para acabar com a repressão do Estado iraniano sobre Nasrin Sotoudeh e à todas as mulheres do Irã.

Para assinar a petição, que já tem cerca de 1.181.526 assinaturas, e solicitar a libertação imediata de Narsin Sotoudeh CLIQUE AQUI.

Em pleno século XXI, padrões e condicionamentos que vão contra os direitos humanos precisam ser superados, pois estes só nos levam ao retrocesso alimentando a injustiça e a violência!

Talvez te interesse ler também:

OS LUGARES ONDE AS MULHERES SÃO MAIS MALTRATADAS

COMO VOCÊ ESTAVA VESTIDA? MOSTRA DERRUBA O PRECONCEITO LIGADO À VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

KRITI BHARTI: A MULHER CORAJOSA QUE IMPEDIU 900 CASAMENTOS INFANTIS NA ÍNDIA

ideal 300x200

Purificador de água

Benefícios da água alcalina e ozonizada

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!