O filho mais velho é o mais inteligente: palavra da ciência

  • atualizado: 
filho mais inteligente

Quando o assunto é irmãos, há várias teorias sobre qual é o mais inteligente, o mais extrovertido, o mais fechado... Para os irmãos mesmo, muitas dessas pesquisas não fazem muito sentido, pois cada família tem os seus valores e a sua própria dinâmica de vida.

Muitos estudos já afirmavam que o primeiro filho tem um QI mais elevado e mais um confirma essa tese. Realizada pela Universidade de Edimburgo e publicada no The Journal of Human Resources, a investigação afirma que os primogênitos têm mais capacidades cognitivas do que os seus irmãos mais novos por causa dos estímulos recebidos pelos pais.

Como foi feita a pesquisa

Os pesquisadores acompanharam cerca de 5000 crianças, desde o nascimento até que os 14 anos de idade. A cada dois anos, as crianças tinham que participar de testes de reconhecimento de leitura e avaliação de imagens, considerando informações sobre as condições socioeconômicas de suas famílias.

Os resultados indicaram que, já no primeiro ano, os primogênitos obtiveram uma pontuação maior do que a de seus irmãos em testes de QI, além de terem certas vantagens nos primeiros três anos de vida. Tais vantagens permanecem com a idade e puderam ser verificadas nos testes de capacidades verbais, matemáticas, de leitura e de compreensão.

Mesmo todos os filhos recebendo o mesmo apoio emocional dos pais, os mais velhos acabam por receber mais suporte em relação às atividades cognitivas.

A culpa é dos pais

A explicação para isso é que, após o nascimento dos demais filhos, os pais mudam o seu comportamento e dão menos estímulos aos filhos mais novos e participam menos em atividades de leitura, com construções manuais e instrumentos musicais. Outro dado observado pelos pesquisadores é que as mães são mais cuidadosas durante a primeira gravidez.

A pesquisa pode ajudar a entender como a ordem de nascimento dos filhos explica as suas vidas futuras. Segundo Ana Nuevo-Chiquero, economista da Universidade de Edimburgo: "Os nossos resultados sugerem que as grandes mudanças no comportamento dos pais são explicações plausíveis para as diferenças de ordem de nascimento observadas nos resultados da educação e do mercado de trabalho". A partir dessa consideração, seria possível explicar a razão de os primeiros filhos receberem melhores salários e terem mais êxito profissional.

Você concorda com as conclusões da pesquisa? Na sua família essa observação é aplicável ou há controvérsias?

Especialmente indicado para você:

PESQUISA MOSTRA COMO O AMOR MATERNO DESENVOLVE O CÉREBRO INFANTIL

QUE TIPO DE INTELIGÊNCIA VOCÊ TEM? A TEORIA DAS INTELIGÊNCIAS MÚLTIPLAS DE GARDNER

QUE TIPO DE INTELIGÊNCIA VOCÊ TEM? A TEORIA DAS INTELIGÊNCIAS MÚLTIPLAS DE GARDNER