Atleta renuncia a Jogos Olímpicos para doar rim a seu pai enfermo

atleta_rio_rim
A relação entre pai e filha é especial e única. A história que vamos contar é mais uma confirmação disso. Essa história vem da Argentina e nos fala de uma atleta jovem e promissora que abandonou o sonho de representar o seu país nos próximos Jogos Olímpicos, que ocorrerão este ano no Rio de Janeiro, para doar um rim a seu pai doente.

Os Jogos Olímpicos é o sonho de todo atleta: uma competição que tem um charme e um valor simbólico verdadeiramente único e gratificante e para o qual um atleta dedica anos de trabalho, esforço e sacrifício.

johana bolling 02

No entanto, quando ela teve que escolher entre seu sonho e seu pai, aos vinte anos de idade, Joana Bolling, jogadora de handebol, não hesitou em tomar a decisão de interromper o treinamento atlético para doar o rim a seu pai, que sofre de uma doença que o obrigou a submeter-se à diálise três vezes por semana.

johana bolling 03

Photo credit

O pai queria que a filha continuasse sua vida e não comprometesse sua carreira desportiva brilhante. Mas Joana foi firme em sua decisão e, ao final, em 5 de abril, foi submetida à cirurgia que permitirá ao pai ter uma melhor qualidade de vida.

A menina, agora em recuperação, tem planos para voltar a treinar em junho, ciente de que vai ser muito tarde para se juntar à seleção olímpica. Mas ela não se arrepende. Como escreveu em um post em que anunciou sua decisão de suspender temporariamente a sua carreira desportiva: "Ohana significa a família, e sua família não vai deixar você para baixo".

Leia também:

setaRIO DE OLIMPÍADAS E MUITO MAIS

setaMENOS INDIFERENÇA E MAIS SOLIDARIEDADE, AFINAL, SÓ EXISTE UMA RAÇA