Significado das velas – o que representam e como usá-las

  • atualizado: 
velas

As velas são símbolos de iluminação e transformação. O fogo que nelas se acende representa´o mundo espiritual e um canal de comunicação com a Fonte Divina, deuses, anjos e seres celestiais. O ato de acender velas é uma forma de enviar nossa intenção para o plano superior. Conheça mais sobre as velas e seus muitos significados.

A vela acesa simboliza luz da alma e a vida espiritual. Não é à toa estarem presentes em cerimônias, rituais, práticas espirituais de ordens, seitas, igrejas de diversos segmentos religiosos e filosóficos.

Simbolicamente, acender uma vela é representar a transmutação de nossas orações ou intenções através de sua chama. Devotos, místicos, religiosos e espiritualistas, utilizam a vela como uma forma de consagração e ligação com a Luz do Amor Divino.

Conforme a igreja ou a religião, a vela acesa pode ser dedicada a um Santo, Mestre, Anjo da Guarda, Guia Espiritual ou, simplesmente, à Luz e à Força Criadora.

De acordo, com a intenção e a devoção pode-se escolher um determinado tipo de vela, levando em conta tamanho, cor da parafina, quantidade e formato, e assim, a prática de acender determinada vela terá seu respectivo significado e finalidade. 

Para saber mais sobre a simbologia e os diversos usos místicos da vela, assim como utilizá-la, abordaremos neste post, os seguintes tópicos:

  1. Oráculo da vela - A Ceromancia
  2. Significado das chamas das velas
  3. Significado da vela quanto ao seu formato
  4. Significado das cores das velas
  5. Porque acender vela de 7 dias, segundo a Umbanda
  6. Alguma recomendações para a prática mística e espiritual do acender velas
  7. Somos como "velas vivas"

 

1. ORÁCULO DA VELA - A CEROMANCIA

ceromancia

A Ceromancia é uma forma de oráculo, pela qual a pessoa interpreta a "resposta" vinda do mundo espiritual, através da "leitura" da chama e da cera da vela.

A palavra que denomina esse oráculo, deriva da junção de cero (cera) e mancia (revelação).

Ao acender uma vela é necessário observá-la, em cada detalhe, para fazer a interpretação desse oráculo.

A vela simboliza o ser humano: corpo (vela), consciência (pavio) e espírito (chama).

Para consultar esse oráculo é necessário procurar um local calmo e silencioso e acender uma vela branca.

A pessoa relaxada e de olhos fechados, mentalizará o seu pedido e intenção ao acender a vela.

Em seguida, abrirá os olhos para analisar a chama e a queima da vela, para saber qual orientação terá, com relação, ao seu pedido (veja mais abaixo).

2. OS SIGNIFICADOS DAS CHAMAS DAS VELAS

vela chama

Acender uma vela ao Anjo da Guarda para lhe fazer um pedido, uma oração ou, simplesmente, como ato de devoção ou gratidão é uma prática muito comum, mesmo em pessoas que não frequentam igrejas.

Através da Ceromancia (Leitura da Vela), pode-se interpretar a orientação e resposta do Anjo da Guarda ou do Divino, ao pedido ou oração feito pela pessoa que acendeu a vela.

A interpretação do significado será, de acordo, com o aspecto da chama e outras características da vela. Conheça agora os significados das chamas das velas acesas ao Anjo da Guarda ou ao Divino (Deus, Hierarquias Divinas, Seres Celestiais, Arcanjos, entre outras Forças Espirituais).

  • Chama azulada: é um sinal positivo de força espiritual e avisa para manter a fé e ter paciência, pois, os objetivos serão alcançados.
  • Chama amarelada: momentos de alegria e felicidade à vista.
  • Se a chama soltar pequenas fagulhas (faíscas de chama) no ar: é sinal de tensões, desapontamento ou dificuldades.
  • Chama em espiral: alerta para não expor sonhos e planos, antes de se concretizarem, para não haver interferência e influência alheia.
  • Chama que vacila: ocorrerão mudanças e transformações, para melhor.
  • A chama da vela não acende: ambiente carregado é necessário melhorar a energia da pessoa e do ambiente.
  • Ponta de pavio brilhante (Bola incandescente na ponta do pavio): sinal benéfico de bons acontecimentos e realizações bem sucedidas.
  • A chama queima a vela por inteiro: aviso que pedido e intenção foram enviados ao plano espiritual, com sucesso.
  • Quando a chama da vela, ao queimar, forma uma escada ao lado: é necessário saber esperar, pois, para alcançar a intenção, levará um tempo para sua cristalização.
  • Se a vela não queima toda a parafina: é sinal que existe interferência de forças negativas, aconselhável reacender a vela e insistir na intenção com fé.
  • Chama Vermelha: período favorável para pedido ser realizado e a intenção ser concretizada.
  • Chama Brilhante: sinal de que a oração ou pedido será em, brevemente, atendido.
  • Chama fraca: indica que a fé precisa ser mais forte, a intenção mais firme e o pedido reforçado.
  • Chama baixa: haverá demora para o pedido ser realizado.
  • Vela que entorta: necessidade de mais equilíbrio para não vir à enfrentar dificuldades.
  • Vela que demora para acender ou não acende: muita negatividade, dificultando de comunicação com o mundo superior e a conexão com o Anjo da Guarda e o Divino.
  • Chama que vacila: o pedido acontecerá, porém, com algumas mudanças.
  • Chama que levanta e abaixa: dispersão, a pessoa não tem foco e não se concentra em sua intenção, por estar com a mente confusa.
  • Pavio que se parte em dois: pedido feito, de forma indecisa e incerta.
  • A vela "chora" (a chama derrete a parafina, que fica em estado líquido ao redor do pavio): Dificuldade de realização do pedido.
  • A chama não queima todo o pavio e sobra parafina: necessidade de se voltar mais à espiritualidade e a se concentrar na oração.
  • A chama do pavio apaga, antes de derreter toda a vela: além de orar e se voltar para o superior, a pessoa precisa, também, fazer a parte dela, para que sua intenção se realize.

 

3. SIGNIFICADOS DA VELA QUANTO AO SEU FORMATO

velas formatos 

O formato da vela pode ser utilizado para firmar e simbolizar uma intenção ao acendê-la.

A forma da vela corresponderá à finalidade da ação mística, seja oração, celebração, ato de gratidão ou pedido para o Divino ou seus Representantes.

O formato da vela pode ser associado à determinados propósitos, intenção e devoção:

  • Triangulares: equilíbrio
  • Estrela: espiritualidade
  • Pirâmide: realização
  • Cilíndrica: Conexão. É o formato da vela convencional.
  • Anjos: Anjo da Guarda
  • Animais: Animal protetor (Xamanismo)
  • Lua: Sensibilidade/ Emoção
  • Gnomo: Elemental da terra
  • Cone: Ascensão 
  • Quadrada: União dos qquatro elementos: Terra, Água, Fogo, Ar / Estabilidade

 

4. SIGNIFICADO DAS CORES DAS VELAS

velas cores

A cor da vela, assim como a forma, pode reforçar a intenção associando a cor aos propósitos da oração e pedido ao Divino.

  • Amarelo - É a cor da energia mental, transmite ânimo, alegria e realização.
  • Azul - É a cor da serenidade, ligação com o celestial, relacionada à paz e harmonia e a espiritualidade.
  • Laranja - É a cor do otimismo, da inteligência, do entusiasmo e do senso de humor
  • Verde - Natureza, esperança, cura e saúde.
  • Vermelho - Energia, vigor e ação.
  • Violeta - Espiritualidade e ligação com as dimensões superiores.
  • Rosa - Amor, leveza, perdão, delicadeza e simplicidade.
  • Marrom - Concentração e ligação com a terra.
  • Preta - Mistério, esta cor é associada ao oculto e ao contato com o inconsciente.
  • Branca -  Simboliza a paz, a pureza, a inocência e a iluminação.

 

5. PORQUE ACENDER VELA DE 7 DIAS, SEGUNDO A UMBANDA

vela 7 dias

Na Umbanda, o uso de velas representa a ligação com o mundo espiritual e a comunicação com os orixás.

O propósito de acender uma vela de 7 dias (número associado à espiritualidade), simboliza o fortalecimento da conexão espiritual, mantendo acesa a chama, de forma mais duradoura, intensificando a intenção, a devoção e a busca de proteção espiritual.

6. RECOMENDAÇÕES

Algumas recomendações para a prática mística e espiritual de acender velas.

Quando terminar a vela dedicada ao pedido, acenda outra em agradecimento ao Anjo da Guarda ou ao Divino.

Por se tratar de um símbolo espiritual, segue alguns cuidados para manter a pureza, harmonia, mística e elevação da prática ou ritual.

  • Acenda as velas com fósforos e não com isqueiros.
  • Acenda as velas em lugar acima da altura da tua cabeça.
  • Não vire a vela, depois de acesa, coloque um fósforo aceso embaixo dela, para derreter o suficiente para grudá-la no apoio ou castiçal.
  • Não assopre a vela para apagar, apague sempre com um apagador.

 

7. SOMOS COMO "VELAS VIVAS"

Importante concluir e salientar que rituais e simbologias podem agregar ou expressar os sentimentos místicos de uma pessoa, porém, se tornam nulos, se a atitude, a energia, a humanidade e espiritualidade dessa pessoa, não antecederam a prática mística.

E só, para exemplificar, não adianta pedir paz, se a pessoa vive em conflito com ela e com todo mundo, para ela ter paz , é necessário cultivar a paz, começando por ela.

Direcionar a intenção à Fonte Divina é importante para adquirir força, e alcançar a paz, no caso do exemplo que foi dado, mas, antes há que se ter o anelo, a vontade de praticar e viver o que promove a paz interior. 

A prática mística é a extensão da expressão da pessoa, por isso, antes de acender uma vela, precisamos estar atentos à elevação e manutenção da força de chama espiritual, que em nós habita.

A vela ilumina quem a acende, simbolicamente, isto significa que, quem irradia a chama espiritual, é iluminado pela Luz Divina! 

Que nós sejamos velas vivas e que nossa chama aumente, cada vez mais!