Curtas-metragens em São Paulo discutirão direitos humanos

Acontece no mês de outubro, entre os dias 5 e 9, a oitava edição do Festival de Curtas de Direitos Humanos - Entretodos - na cidade de São Paulo. Este ano o tema do festival será “Cidade Educadora”. Ao todo serão exibidos 28 filmes sendo 14 nacionais e 14 internacionais. Todas as atrações são gratuitas e estão espalhadas por 78 pontos da capital paulista para exibição. Entre os quais centros culturais, salas de cinema, cineclubes, centros educacionais unificados (CEUs), escolas, além de parques e praças.

Nenhum dos mais de 11 milhões de habitantes da cidade de São Paulo ficará sem uma opção para assistir aos curtas, pois todas as regiões receberão os 28 filmes. A organização e promoção da mostra é realizada pela prefeitura e também pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo.

Curadoria do Festival

Os curadores do festival, Jorge Grinspum e Manuela Sobral, afirmaram que o tema deste ano reforça as ações do dia a dia e rotineiras da cidade, além de contribuir com o envolvimento da população neste espaço: “Ações espontâneas, movimentações comunitárias, manifestações como um sarau, uma projeção de cinema na periferia em praça pública, festas populares e passeatas. Tudo isso a gente entende como o papel da cidade para a população.”, comentou Grinspum.

Premiação

Com o intuito de promover o cinema independente e assim valorizar o audiovisual na caminhada pela cultura e educação de que o país precisa, os curtas serão exibidos e também avaliados por um júri oficial e pelo voto popular. Os mais bem avaliados receberão premiações de até R$ 7 mil.

Filmes divididos por temática

Todos os filmes foram divididos em cinco programas, sendo cada sessão com duração de uma hora e meia. A ideia dos curadores é de que os curtas sejam reunidos em um mesmo grupo de aproximação de linguagem ou temas semelhantes.

Programa Diversidades: seis filmes, quatro deles estrangeiros (Alemanha, Senegal, França e Singapura). Os curadores acreditam que estes filmes se aproximam exatamente pela discussão das diferenças que eles propõem, principalmente sobre gênero e idade;

Programa Distância: quatro filmes conectados pelas distâncias geografia e de gerações;

Programa Olhares: sete curtas propondo a metalinguagem no cinema. Produções brasileiras, alemães, francesas e argentinas;
Programa Dualidades: filmes que retratam diferentes facetas de um mesmo aspecto;

Programa Extremo: o último programa reúne curtas com temas diversos, porém com uma radicalidade embutida nas decisões que os personagens tomam nos filmes.

Como é de costume neste tipo de evento, os filmes são apenas parte do programa e a cereja do bolo são os debates, que acontecerão no dia 6 às 14 horas, sendo um bate-papo será com a diretora Carol Rodrigues do curta A boneca e o silêncio, na Fundação Gol de Letra, e o diretor e roteirista Rafael Aidar, do curta Submarino, conversará com o público no dia 7, no Instituto Criar. Por fim, exatamente no mesmo dia de Aidar, Louis Mota, diretor de Mc Don't, participará de debate na Fundação Tide Setubal.

Os vencedores serão anunciados no dia 9 de outubro, a partir das 18h, no Centro Cultural São Paulo, próximo da estação Vergueiro do metrô.

Assista os filmes e dê o seu voto, acessando aqui o site oficial do festival.

Leia também:

Fonte foto: facebook.com