viajar sozinha
viajar sozinha

Brasil é considerado o segundo país mais perigoso para mulheres que viajam sozinhas

As mulheres vêm conquistando espaço e independência em vários cantos do planeta. Muitas decidem usufruir da liberdade embarcando em aventuras solo pelo mundo, mas esses espíritos livres ainda encontram diversos obstáculos e perigos.

Pensando na segurança delas, recentemente foi produzido um ranking dos países mais hostis para as viajantes solitárias – e nele o Brasil ocupa o segundo lugar geral, perdendo apenas para a África do Sul.

 

Divulgado pela Forbes este ano, a lista se baseou em dados sobre violência contra mulher, compilados por diversas instituições e organismos internacionais, nos 50 principais destinos turísticos do mundo, e levou em consideração oito aspectos:

  1. Segurança para andar só à noite;
  2. Número de homicídios intencionais de mulheres;
  3. Violência sexual cometida por não-parceiros;
  4. Violência cometida por parceiros íntimos;
  5. Leis que discriminam mulheres;
  6. Diferenças globais de gênero;
  7. Índice de desigualdade salarial;
  8. Violência contra atitudes de mulheres.

Mulheres corajosas

O mundo está preparado para saudar essas mulheres corajosas e desbravadoras?

Em março deste ano, o New York Times publicou uma reportagem dedicada à questão sob o título “Adventurous. Alone. Attacked.” (‘Aventureiras. Sozinhas. Atacadas.’, em português), relatando diversos casos de assédio, estupro e mesmo assassinato de mulheres, que ganharam repercussão mundial.

Segundo a lista divulgada, o Brasil demonstra não acolher bem as mulheres. Nos oito pontos mencionados pelo relatório, aparece como o segundo pior destino no quesito segurança das ruas à noite, ocupa o terceiro lugar em homicídios intencionais, é o sexto país com o maior número de casos de violência cometida por parceiros íntimos e o nono do ranking quando o assunto é desigualdade de gênero.

Nesse cenário desolador, pelo menos o Brasil não aparece entre os 10 primeiros quando se leva em consideração a violência sexual cometida por não-parceiros, a discriminação legal, diferenças globais de gênero e a violência contra as atitudes das mulheres.

Talvez te interesse ler também:

OS MELHORES DESTINOS PARA UMA MULHER VIAJAR SOZINHA

BRASIL: O SEGUNDO PAÍS MAIS IGNORANTE DO MUNDO, DIZ PESQUISA

PORTUGAL É O PRIMEIRO PAÍS DA EUROPA A RECEBER O TÍTULO DE ‘DESTINO TURÍSTICO ACESSÍVEL’

Sobre Redação GreenMe

Redação GreenMe
greenMe.com.br é um site de informação sobre meio ambiente e saúde, criado para levar ao grande público, a consciência de que um mundo melhor é possível, através de um comportamento respeitoso com todas as formas de vida.

Veja Também

Verão para todos: o mar de inclusão e de acesso às praias do Brasil

O verão é uma das estações mais aguardadas do ano e o principal destino de …