Ponta de Nossa Senhora, na Ilha dos Frades (Salvador)- a praia com selo Bandeira Azul de Sustentabilidade

  • atualizado: 
Ilha dos Frades (Salvador)

O verão está chegando e as férias de fim de ano também. Você já pensou onde irá desfrutar esse período? Que tal desbravar o Brasil escolhendo o turismo sustentável para se aventurar em um lugar ainda pouco conhecido pelos brasileiros?

A nossa dica de hoje é a praia Ponta de Nossa Senhora de Guadalupe, em Salvador, que acaba de receber o selo Bandeira Azul, considerado o mais importante da categoria em todo o mundo e atribuído a praias e marinas que cumprem um conjunto de 34 requisitos de qualidade socioambiental, segundo o site de turismo do governo federal

A praia Ponta de Nossa Senhora de Guadalupe está em uma Área de Proteção Cultural e Paisagística (APCP), na Baía de Todos os Santos. Tem cerca de 50 moradores e, no verão, chega a receber 4 mil visitantes no fim de semana.

Para chegar à praia, que fica a cerca de uma hora e meia de barco de Salvador, você deve sair do terminal de São Tomé de Paripe. 

A Bandeira Azul é promovida pela organização não governamental Foundation for Environmental Education (FEE - Fundação para Educação Ambiental). No Brasil, apenas mais duas praias já tinham o selo, a praia do Tombo e Marinas Nacionais, no Guarujá (SP), Prainha, no Rio de Janeiro (RJ) e Marina Costabella, em Angra dos Reis (RJ). 

ilha dos frades

Exigências da Bandeira Azul

Para receber a Bandeira Azul, a prefeitura de Salvador teve que realizar uma série de requisitos, adequando a praia para atender quatro áreas principais: educação ambiental, gestão ambiental, qualidade da água, segurança e serviços. Com isso foram feitas melhorias em acessibilidade, sanitários, adequação das barracas de praia, implantação de sinalização sobre educação ambiental, entre outras medidas. Segundo a Secretaria de Sustentabilidade de Salvador, durante todo o processo houve participação da comunidade.

Preservação ambiental da praia

A expectativa da prefeitura de Salvador é que o selo ajude na preservação ambiental da praia, ao mesmo tempo em que irá fortalecer o turismo na região e a economia local. André Fraga, secretário de Cidade Sustentável, garante que: "Essa iniciativa na praia de Ponta de Nossa Senhora coloca Salvador na dianteira tanto na área de sustentabilidade quanto na área turística. É a prova de que a praia atende aos critérios exigidos, como comércio justo, acessibilidade e balneabilidade, por exemplo. A Espanha possui centenas de praias com a bandeira, e isso tem muita importância para o turista europeu, que busca locais com essa certificação. Isso potencializa o turismo e o respeito pelas praias sobre a importância de ter sempre locais limpos e acessíveis, que prezem pela sustentabilidade".

Belezas naturais

A Ponta de Nossa Senhora de Guadalupe está uma grande faixa de mata nativa cujas águas são transparentes e mornas. Além de ser uma APCP, a praia é uma Reserva Ecológica desde 1982. Subindo o mirante onde estão um farol e uma igreja, é possível se deslumbrar com a vista para a Baía de Todos os Santos. 

ilha dos.frades 3Fonte foto

Turismo

A coordenadora do Bandeira Azul no Brasil, Leana Bernardi, afirmou ao Correio 24h que: “A comunidade se sente mais valorizada e cuida mais da praia, é um atrativo para a movimentação da economia. Salvador tem um trabalho bem avançado e deve, sim, ganhar a certificação”.

Mas a adequação da praia ainda não acabou. Espera-se que uma trilha seja implantada, que um posto de salva-vidas e de lixeiras seja instalado e que medições da qualidade da água sejam feitas periodicamente. A ponta de acesso à ilha já conta com piso táctil para garantir acessibilidade.

O padrão de conservação ambiental exigido pela Bandeira Azul acaba interferindo na atitude da comunidade, que se sente mais responsável pelo cuidado da praia. Essa é a visão do oceanógrafo Mateus Lima, da Preamar Gestão Costeira, empresa responsável pela execução das mudanças necessárias para a garantia da certificação. “As mudanças ocorreram junto com a comunidade. Eles aceitaram aulas de educação ambiental. Estamos acertando regras para instalar uma horta comunitária; fizemos mergulhos com eles para mapear o local”, diz ele. Como o selo tem validade anual, para que ele seja renovado, a comunidade tem que manter um padrão de cuidado ambiental.

Deu vontade de conhecer esse paraíso não é mesmo? Mas lembre-se: assim como a comunidade local teve que se adaptar para atender as exigências do selo Bandeira Azul e precisa manter um padrão de conservação ambiental, o turista também tem essa mesma responsabilidade. O cuidado com o meio ambiente deve ser praticado na nossa casa e em todos os lugares por onde transitamos, inclusive, quando saímos de férias. Podemos relaxar à vontade, mas sem descuidar do meio ambiente. 

Leia também: O DECÁLOGO DO TURISTA RESPONSÁVEL

Fonte foto capa

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!