Como desidratar folhas de Malva para fazer chá a custo zero

  • atualizado: 
chá de malva

A Malva é bem conhecida por suas propriedades digestivas, emolientes e calmantes. As folhas desta planta são muito utilizadas como chá curativo para tratar problemas do sistema digestivo, pele, boca e garganta.

Uma boa alternativa para usufruir dos benefícios dessa planta, é colher as folhas da Malva, desidratá-las (secá-las), para usá-las em infusões.

A vantagem de desidratar as folhas da Malva, de forma caseira, é poder produzir a erva em maior quantidade e tê-la por mais tempo para uso, além do que fará economia por não precisar comprar esta erva em farmácia de produtos naturais.

 

1. Características da Malva

A Malva à qual esse conteúdo se refere é a Malva-Cheirosa (Malva sylvestris), uma das espécies do gênero Malva, pertencente à família das Malvaceae.

Esta planta é caracterizada por caule ereto com vários ramos, folhas alongadas, recortadas e com bordas dentadas.

O florescimento da Malva acontece na primavera e se prolonga no verão. É possível, também, ocorrer no final do outono.

As flores da Malva têm coloração rosa-arroxeada com várias listras roxas e possuem cinco pétalas.

malva flor
Depois da floração, surgem pequenos frutos, na forma de botões verdes que escurecem quando maduros.

2. Utilizações da Malva

A Malva-Cheirosa pode ser consumida desidratada como tempero na comida ou em saladas, e na fitoterapia, suas folhas secas servem para fazer infusões, decoções, extratos e tinturas para fins medicinais.

Outra maneira de consumir as folhas da Malva na alimentação, é consumindo-as frescas em saladas ou cozidas, em sopas ou caldos.

O cozimento da Malva por sua propriedade mucilaginosa, engrossa sopas e caldos. Neste caso uma dica que combina bem com estes pratos é  a chicória.

A mucilagem de suas folhas contém propriedades anti-inflamatórias, emolientes e protetoras das membranas digestivas e intestinais.

3. Benefícios do consumo da Malva

A infusão de Malva é eficiente para tratar distúrbios do sistema digestivo, especialmente para regularizar a função intestinal, em caso de constipação ou diarreia.

O chá ou tintura de Malva serve como tratamento para acalmar a tosse e aliviar a dor de garganta.

A Malva pode ser utilizada, em uso tópico, nas irritações da pele, dermatite e prurido.

Outro benefícios da infusão de Malva é o de aliviar inflamações dos olhos, da boca, da garganta e da faringe.

4. Como colher a Malva

Antes de obter as folhas da Malva para consumir na alimentação ou desidratá-las para fazer o chá-medicinal, a sugestão é que você tenha em casa essa planta super-benéfica e cheia de predicados: ornamental, perfumada, bela e curativa.

Você pode plantá-la em vasos, canteiros, quintal ou jardim.

malva jardim

Para você realizar o plantio dela e poder colher suas folhas, seguem algumas informações básicas e importantes:

  • A Malva é uma planta bienal, ou seja, que se renova de dois em dois anos,
  • Se dá bem em  climas tropical, subtropical ou temperado e aprecia iluminação solar plena.
  • O solo ideal para ela é o fértil, leve e com boa drenagem.
  • A necessidade de água desta planta é moderada.
  • A sua propagação, é feita por sementes, no Outono, e por estaquia de ramos novos, no fim da Primavera ou no Verão.
  • O espaçamento deve ser de, aproximadamente, 60 cm entre plantas, para facilitar a colheita.
  • Se for plantar no vaso, é recomendável que tenha profundidade e largura, podendo plantar duas ou três mudas de Malva, possibilitando de se desenvolverem normalmente.
  • Outra possibilidade de conseguir as folhas para você mesmo desidratá-las, caso tenha empecilho para plantá-la, é comprar o vaso já com a planta desenvolvida ou conseguir as folhas com quem tem a planta na horta de casa.
 

Para colher as folhas são necessários alguns cuidados para aproveitar ao máximo os princípios ativos da planta.

Veja quais são:

  • O melhor período para colher as folhas é em uma manhã de Sol, após o orvalho matinal, antes dele secar totalmente e do Sol evaporar os óleos essenciais voláteis das folhas.
  • Ervas colhidas assim são menos propensas a ficarem com mofo.
  • As folhas devem ser colhidas antes de florescer, ou seja, antes que os botões apareçam, isto garantirá que contenham o máximo de óleos essenciais, o que ocorre antes de florescimento.
  • Depois da colheita das folhas, vamos ao próximo passo: como desidratá-las.

5. Métodos para desidratar as folhas da Malva

As folhas da Malva podem ser desidratadas de forma natural ou através de equipamentos como forno, micro-ondas ou desidratador.

A desidratação com estes equipamentos afeta os óleos essenciais contidos nas folhas, reduzindo os princípios ativos e a qualidade terapêutica da erva. Entretanto quando não se tem melhor opção, esta pode ser uma alternativa, principalmente, em períodos muito úmidos e com chuva, que dificultam a secagem natural.

O primeiro passo é escolher as folhas mais saudáveis, sem rasgos, perfurações ou manchas.

Antes de secar as folhas de Malva, é necessário lavá-las e secá-las, cuidadosamente, eliminando todo resíduo de terra ou sujeirinha.

Feito isso, já dá para realizar o processo de desidratação das folhas. Veja a seguir os diversos métodos para isso.

5.1. Desidratação com saco de papel

Uma forma bem simples e prática de secar a folhas da Malva é mostrada neste vídeo e serve para desidratar folhas de outras plantas, só requer um saco de papel limpo e um local com sombra, confiram!

5.2. Desidratação com bandeja de papelão, papéis de cozinha e de seda

Forre uma bandeja de papelão com papel de cozinha e espalhe as ervas por cima.

Cubra com uma folha de papel de seda.

Guarde a bandeja num local arejado, sem poeira e nem Sol.

Após 4 dias, vire as folhas e cubra de novo, deixe o tempo necessário para que desidratem por completo e isso ocorrerá quando estiverem quebradiças ao toque.

5.3. Secagem das folhas ao Forno

Para desidratar as folhas, através desde método, coloque as ervas cobertas com papel manteiga dentro de um forno convencional, a uma temperatura de 100º C.

Vire, se for necessário, sem usar as mãos para não se queimar, veja a consistência das folhas a cada minuto até ficarem com aparência ressecada e quebradiça.

5.4. Secagem das folhas no micro-ondas

Para a desidratação feita no micro-ondas, forre o prato do forno com papel absorvente e sobre ele, espalhe as ervas, em uma só camada, cubra com uma outra folha de papel absorvente, coloque junto no microondas um copo com água.

Fique de olho para o papel não queimar.

Mantenha a potência alta, até que as folhas fiquem bem crocantes e fáceis de triturar.

O tempo e potência dependerão do tamanho, espessura e da quantidade de folhas usadas, tente um minuto, por vez, com o forno ligado no máximo, e observe a consistência das folhas, a cada minuto.

Terminado o processo, aguarde as folhas resfriarem bem para poder de esmigalhá-las.

5.5. Secagem com desidratador de folhas

Outra forma de desidratação das folhas é através de um desidratador. Para isso é só colocar as folhas nele e deixar secar a uma temperatura aproximada de 40° C, por dois ou três dias, até que estejam completamente secas.

Neste método a eliminação da água das folhas, se dá pela ação do calor e é importante que fiquem bem desidratadas, pois, havendo ainda umidade, estarão sujeitas a embolorar.

6. Conservação das folhas secas

Terminada a operação de desidratação, seja simples ou mais complexa, pique as folhas secas com as mãos e guarde-as em frascos de vidro escuro com tampa hermética, em local protegido da luz.

Observe sempre a conservação das folhas, se não estão amolecidas, muito escuras ou com presença de bolor, isso pode indicar que passaram da validade, devido à ação do tempo e por conta do manuseio, de forma constante, para retirar as folhas da embalagem onde estão guardadas, comprometendo assim a conservação delas.

7. Infusão de Malva com as folhas desidratadas

Após você mesmo fazer a desidratação das folhas de Malva, poderá utilizá-las e fazer o chá e, para isso:

  • basta ferver uma xícara de água (cerca de 250 ml) e
  • adicionar uma colher rasa (sopa) de folhas secas de Malva.
  • As folhas devem ser deixadas em infusão, por dez minutos, após isso, coe e já pode beber o seu chá, usufruindo de todas as propriedades benéficas e curativas desta planta.

8. A suavidade da Malva

A Malva é um verdadeiro bálsamo para nossa saúde, além de trazer suavidade e beleza ao nosso dia a dia, quando plantada em nosso jardim!

Talvez te interesse ler também:

CAMOMILA: 10 BENEFÍCIOS COMPROVADOS CIENTIFICAMENTE

CHÁ DE HIBISCO → BENEFÍCIOS, CONTRAINDICAÇÕES E COMO FAZER

CHÁ DE MORINGA: PROPRIEDADES MEDICINAIS, EFEITOS E COMO FAZER

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!