O WC que recicla os resíduos humanos e produz energia

Seu nome é Nano Membrana Toilet e promete levar os serviços sanitários aonde, infelizmente, este item básico ainda está em falta. É um sistema inovador, de acordo com seus criadores, para tratar as fezes humanas em casa, sem a necessidade de energia e água, aliás, produzindo energia. Impossível?

Não, de acordo com os cientistas da Universidade de Cranfield que está desenvolvendo o novo WC.

O vaso sanitário especial possui um sistema de descarga inovativo que não requer água, mas que bloqueia os maus cheiros. E isso não é tudo: ele usa uma tecnologia dotada de uma membrana para produzir água limpa. O que resta dos resíduos sólidos é gaseificado e, em seguida, é convertido em cinzas e em energia para alimentar o processo.

O sistema fechado utiliza uma barreira rotativa para separar os resíduos sólidos dos líquidos, dividindo-os em um recipiente colocado embaixo do vaso e bloqueando assim os odores.

Após usar o banheiro, urina e fezes são removidas desta câmara rotativa e depois são filtradas através de uma membrana com buracos tão pequenos que a nanotecnologia deixa passar apenas as moléculas de água pura. Os resíduos sólidos e os agentes patogênicos, os quais são demasiado grandes para passar através da membrana, são transferidos para a outra câmara do vaso sanitário.

Uma vez que os líquidos são vaporizados, o produto é transportado para a outra área. E é aí que o vapor torna-se água novamente, para vir a ser armazenada e servir tanto para uso doméstico quanto para a jardinagem.

Na segunda câmara, um gaseificador incinera os resíduos sólidos para gerar o calor que pode ser usado para alimentar o próprio vaso sanitário. No entanto, esta parte da inovação ainda está em processo.

De acordo com os pesquisadores da Universidade de Cranfield, a água que o toalete produz é potável e o único resíduo é a cinza obtida da combustão da matéria sólida.

Se você está achando isso muito estranho é porque não soube que Bill Gates bebeu água derivada de excremento humano.

O processo produziria não apenas energia para autoalimentar o WC mas também para alimentar pequenos eltrodomésticos.

A solução foi pensada acima de tudo para resolver o problema do saneamento básico nos lugares sem acesso a este serviço.

A nova toalete será testada em Ghana, na África. O sistema será entregue a alguns habitantes que receberão inclusive a visita de técnicos para monitorar o funcionamento e efetuar eventuais manutenções.

Leia também:

BRASIL: SANEAMENTO BÁSICO E CRIANÇAS

NA ÍNDIA, 600 MILHÕES DE PESSOAS FAZEM SUAS NECESSIDADES NA RUA. ALARME DO UNICEF

SANEAMENTO BÁSICO CASEIRO: UMA SOLUÇÃO PARA PAÍSES EM DESENVOLVIMENTO?

ENTRE 200 PAÍSES, BRASIL, 7ª ECONOMIA MUNDIAL, OCUPA A 112º POSIÇÃO NO RANKING DO SANEAMENTO BÁSICO