Aumento da frota de automóveis e diminuição na emissão de poluentes no Brasil

Aumento da frota de automóveis e diminuição na emissão de poluentes no Brasil

Mesmo com o crescimento do número de veículos nas ruas, houve redução das emissões de monóxido de carbono, o que é uma excelente notícia. Foi exatamente o apresentado no I Inventário Nacional de Emissões Atmosféricas por Veículos Automotores Rodoviários, lançado pelo Ministério do Meio Ambiente.

Os dados do documento são relativos à liberação dos gases monóxido de carbono (CO) e óxido de nitrogênio (NOx), pela circulação de caminhões e ônibus, automóveis e motos. Cabe lembrar que esse levantamento é relativo ao ano de 2012, mas, mesmo assim, pode ser comparado aos dados da pesquisa anterior, feita em 2009.

Conforme esse cruzamento de dados, eram 38.4 milhões de motores nas ruas, contra 48.7 milhões, com uma queda de 16% nas emissões de CO; além de diminuição também em partículas suspensas no ar – 12% – e 7% menos, para a liberação de gás metano.

É interessante notar como, mesmo se compararmos a 2002, com uma frota que representava a metade da atual – 24.3 milhões de motores, no total – a queda pode ser tida ainda como mais acentuada, isto é, uma redução da ordem de 52,1% em emissões de CO; bem como 45,2% menos MP e 12,9% menos NOx –que pode vir a gerar Ozônio, altamente irritante às vias respiratórias e causador de doenças do coração.

Os dados negativos de todo esse processo de ampliação da foto automotiva brasileira são os gases responsáveis pelo efeito estufa; tais como, dióxido de carbono – CO2 – que aumentou 38%, e o chamado CO2 equivalente, ou seja, índice que é relativo à concentração do CO2, adicionado de metano, óxido nitroso e outros gases.

O governo federal informa que, conforme estabelecido em seu Programa de Controle de Poluição do Ar por Veículos Automotores – Proconve – analisa os dados, justamente para elaborar planos de ação à implementação de frotas mais robustas de transporte público e de gestão da mobilidade urbana. Segundo as autoridades, é isso o que resultará numa diminuição plena da emissão dos gases do efeito estufa.

Contudo, os dados já positivos, em termos de redução de emissões, já são devidos à regulamentação na produção de veículos. Tem dado resultado, mas ainda é pouco.

Leia também:

Greenpeace lança carro da Idade da Pedra em campanha por carros mais eficientes no Brasil

Ideias verdes que funcionam com o carro: condivida, compartilhe, pegue carona...

EUA: chegou ao fim o “caso de amor” com o automóvel?

Fonte foto: freeimages.com