Liminar reabre o funcionamento da Uber no Rio de Janeiro

A história da Uber e sua jornada no Brasil estão longe de acabar. Após a assinatura do prefeito Eduardo Paes no Rio de Janeiro, proibindo as atividades do aplicativo na cidade, uma liminar publicada no último dia 8 pelo Tribunal de Justiça do Rio, suspendeu a decisão do prefeito e permitiu a continuidade da circulação dos carros da Uber. A juíza Mônica Ribeiro Teixeira, da 6ª Vara da Fazenda Pública, foi a responsável pela decisão favorável ao novo serviço de transporte.

“Verifica-se inexistir legítima justificativa para que o Estado, por meio de regulação, impeça o exercício da intermediação do contrato de transporte privado individual realizado pelos impetrantes (Uber)", diz o texto citando decisão do juiz Bruno Vinícius Da Rós Bodart, da 1ª Vara de Fazenda Pública tomada no início do mês em benefício a um motorista do aplicativo que opera na cidade.

A juíza classificou como “lastimável” a decisão da prefeitura e um exemplo de como os poderes Executivo e Legislativo se curvam perante os interesses e a pressão de grupos agindo contra o interesse dos cidadãos e a evolução tecnológica que o aplicativo, inegavelmente, traz para o país.

Uber inova e conquista pessoas através dos animais de estimação

E por falar nos interesses dos cidadãos brasileiros, a Uber inovou e ofereceu um serviço que, com certeza, agradou em cheio milhares de pessoas em São Paulo. No dia 4 de outubro, Dia Nacional de Adotar um Animal, o aplicativo realizou um trabalho em que se dispôs a entregar o animal adotado diretamente até você.

Funciona da seguinte maneira: a pessoa entrava no aplicativo e ia até a opção “promoções” e usava o código UBERPETSP para solicitar um Uber. Este enviava um motorista até sua residência com até 3 cachorrinhos para a pessoa brincar durante 15 minutos. Gostando de um deles, a adoção era efetuada ali mesmo, na casa do solicitante. Em uma ação inteiramente grauita da Uber.

E depois deste período, o aplicativo se uniu a uma plataforma digital especializada em pets para efetuar um serviço de hospedagem dos animais sempre que você for viajar com um anfitrião escolhido pela plataforma que cuidará do bichinho em sua própria residência. Na primeira hospedagem a Uber fornecerá um desconto de 30 reais para seus usuários.

A promoção vai até o dia 31 de outubro, somente para São Paulo e para novos usuários, informa o site da Uber.

Legislação Federal

Sim, a Uber veio para competir e oferecer vários dos serviços que os taxistas, por falta de concorrência, deixam de oferecer todos os dias, mas a “clandestinidade” da Uber precisa acabar, pelo bem de todos.

É preciso salientar que a Uber necessita é de uma Legislação Federal para que esses problemas acabem e os tais “grupos” citados pela juíza Mônica Ribeiro, não tenham mais poder para agir com ações pressionando os poderes do Estado e também ameaçando a integridade física dos motoristas da Uber.

Somente uma Lei Federal, avaliada pelo Congresso, sancionada pela presidente da República e sem margens para apelações nas várias instâncias do Poder Judiciário, darão fim a este assunto.

Leia também:

setaCONHEÇA UM APLICATIVO PARA A CARONA SOLIDÁRIA

Fonte foto: facebook