Linhas de metrô inutilizadas podem servir de ciclovia

Linhas de metrô inutilizadas podem servir de ciclovia

O nome já diz tudo: The London Underline, poderia ser uma espécie de ciclovia subterrânea, aberta também aos pedestres. Esta é uma das idéias vencedoras do London Planning Award. Uma forma original de usar os túneis abandonados do metrô de Londres e de incentivar o uso da bicicleta, produzindo energia limpa.

Desenvolvido pelo escritório de arquitetura Gensler em colaboração com PaveGen Systems e Momentum, a ideia ganhou o prêmio de “Best Conceptual Project”, no início deste mês, em uma grande cerimônia realizada em Londres. A empresa recebeu o cobiçado prêmio para converter túneis subterrâneos abandonados, em uma enorme rede de caminhos pedonais e ciclovias. Uma solução para reduzir o congestionamento da cidade.

E o projeto é facilmente realizável, visto que seriam usadas infra-estruturas prontas e inutilizadas. Além disso, uma vez que será subterrâneo, não afetará o tráfego e as ruas da cidade, durante as obras de adaptação.

Gensler identificou túneis entre Green Park e Charing Cross Road e entre Holborn e Aldwych, para conectar caminhos pedonais estratégicos e aliviar significativamente a pressão sobre as calçadas e transportes públicos.

Ian Mulcahey, co-diretor do Gensler London, explicou: "Agora que Londres atingiu o nível populacional mais elevado da sua história, temos que pensar criativamente sobre como maximizar o potencial da nossa infra-estrutura. Aproveitar os túneis em excesso e subutilizados, poderia fornecer uma adição rápida e fácil em nossa rede de mobilidade urbana.”

Além de tudo isso, nos percursos seriam instalados um sistema de sensores para captar a energia cinética, produzida pelas pessoas que andam a pé ou de bike, através de sistemas especiais de pavimentação. Isso tornaria o projeto completamente auto-suficiente em termos energéticos. Estes espaços subterrâneos poderiam ganhar vida com a presença de lojas, cafés e centros culturais que contribuam para o projeto, deixando o túnel seguro e atraente.

Como seria o projeto London Underlines

A ideia é muito original, o único inconveniente seria caminhar/pedalar sem ver a luz solar ou sem admirar os lugares verdes. Mas as vantagens são muitas. Em primeiro lugar a segurança: muitos, provavelmente, iriam escolher a bike para atravessar a cidade, sabendo não correr qualquer risco por não estar em contato com os veículos motorizados; a pressa típica das metrópoles, poderia ser transformada em energia limpa, gerada pelas pessoas correndo para chegar ao trabalho, por exemplo.

Ainda não se sabe porém, se o projeto vai se tornar realidade, mas não parece impossível, dado o crescente interesse da capital britânica e do prefeito Jonhson pelo uso da bicicleta como transporte. O governo da cidade, de fato, está avaliando o projeto da Cycle Superhighways, uma autoestrada para o uso exclusivo do pedal que poderá surgir em Londres no próximo ano.

Então, todos de bicicleta, acima e abaixo do solo.

Leia também: Em Tóquio, um incrível estacionamento para bikes

Fonte fotos: Gensler