Descoberto novo planeta que tem características muito semelhantes ao planeta Terra

Um planeta com condições similares ao nosso, foi descoberto por uma equipe de cientistas, através de dados reanalisados do telescópio espacial Kepler da NASA.

O “novo planeta” estava oculto nos primeiros dados da missão Kepler da NASA, que saiu de atividade em 2018, pois as pesquisas haviam sido feitas com um algoritmo de computador que identificaram os dados sobre o planeta como um erro.

Graças aos pesquisadores que resolveram revisar esta pesquisa, ocorreu a constatação da existência desse planeta, que na realidade se trata de um exoplaneta (planeta extra-solar), ou seja, um planeta que orbita uma estrela que não é o nosso Sol, por isso, pertence a um sistema planetário distinto do nosso.

Esse exoplaneta, batizado de Kepler 1649c,  fica a 300 anos-luz de distância da Terra, é constituído de superfície rochosa e apresenta condições de conter água líquida.

Esse “mundo” recém-revelado recebe iluminação de sua “estrela solar” na proporção de 75% da luz que a Terra recebe do nosso Sol, o que indica que a temperatura desse exoplaneta é parecida com a do nosso planeta. Além disso, o Kepler-1649c é apenas 1,06 vezes maior que a Terra, ou seja, tem quase o mesmo tamanho do nosso planeta.

Na realidade, o Kepler-1649c orbita em volta de uma estrela anã vermelha, e este é o fator adverso para que exista vida como a nossa neste ambiente planetário. Isto se dá pelo fato de que uma estrela anã vermelha costuma desencadear explosões estelares, o que neste caso ainda não ocorreu.

Devido ao Kepler-1649c orbitar tão próximo de sua pequena estrela anã vermelha, 1 ano neste mundo equivale a apenas 19,5 dias terrestres.

O artigo com mais informações e dados sobre essa descoberta foi publicado no The Astrophysical Journal Letters.

Veja neste vídeo do canal Ciência News mais detalhes sobre o exoplaneta Kepler-1649-c:

Recentemente noticiamos o aparecimento de objetos não identificados no espaço e confirmados pelo Pentágono. Ligando esse fato com essa descoberta do Kepler 1649c nos vem à mente as seguintes indagações:

Que tipo de vida pode existir em outros planetas?

Será que não existem outros seres diferentes de nós, constituídos por matérias distintas?

De repente, há mais vida neste Universo do que possamos imaginar!

Talvez te interesse ler também:

Ganhe anos-luz de sabedoria conhecendo a dimensão do universo e a importância do ser humano

O Sol visto de perto: o espetáculo de um supertelescópio

Que foto a NASA tirou no dia do seu aniversário? Descubra com o #Hubble30

Fonte foto: NASA

Professora, alfabetizadora, formada em História pela Universidade Santa Cecília, tem o blog A Vida nos fala e escreve para GreenMe desde 2017.
Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Instagram
Siga no Facebook