Nenhum Hectare a Menos
Nenhum Hectare a Menos

Nenhum Hectare a Menos – pelo veto das MPs 756 e 758 (Petição Urgente)

Ontem, 31, foi aprovada no Senado a MP 759 – da regularização fundiária – que anuncia o fim da reforma agrária e abre as férteis terras brasileiras para os desmandos do capital internacional – que acaba com a função social da terra. Claro que é de interesse dos ruralistas, não há que se duvidar!

Em área urbana, essa MP favorece a regularização de loteamentos e condomínios de alto padrão extinguindo o licenciamento ambiental diferenciado para áreas de interesse social – ou seja, facilitará, enormemente, a vida daqueles que usurpam nossos recursos naturais em função de seus interesses financeiros mais lucrativos.

A WWF-Brasil lançou uma petição online exigindo o VETO INTEGRAL de duas outras MPs, 756 e 758, aprovadas na Câmara de Deputados na semana passada e já ratificadas no Senado e que, conjuntamente “roubam” quase 600 mil hectares de áreas ambientalmente protegidas na Amazônia.

Juntando esses 3 diplomas legais ora em aprovação, o risco de que o Brasil perca importantes conquistas ambientais em áreas e legislação já é mais do que eminente.

No momento, a última possibilidade legal de se barrar este avanço inexorável é influir sobre o veto presidencial sobre essas medidas provisórias. É o que podemos fazer online para defender nosso chão, nossa biodiversidade, nossa vida. O resto se faz nas ruas.

Assine aqui a petição da WWF-Brasil por nenhum hectare a menos!

Leia mais sobre a questão fundiária e áreas de preservação:

ANA PRIMAVESI, AGROECOLOGIA E REFORMA AGRÁRIA – TUDO A VER PARA A VIDA CONTINUAR SENDO POSSÍVEL

Sobre Redação GreenMe

Redação GreenMe
greenMe.com.br é um site de informação sobre meio ambiente e saúde, criado para levar ao grande público, a consciência de que um mundo melhor é possível, através de um comportamento respeitoso com todas as formas de vida.

Veja Também

gelo

Gelo do Ártico derrete em ritmo alarmante e pode libertar vírus e bactérias mortais

Vírus e bactérias que estão “hibernando” no frio polar Ártico podem acordar de um sono …