Madeira ilegal

MPF, Ibama e PF desarticulam esquema internacional de madeira ilegal

Não é novidade para ninguém que a exploração ilegal de madeira corre solta no Brasil.

O mercado ilegal da madeira envolve não apenas empresas brasileiras que descumprem a legislação ambiental, mas também quem compra o produto. A estimativa é de que 90% da madeira exportada pelo Brasil é oriunda de extração irregular, segundo informa o Jornal de Brasília.

O Ministério Público Federal, junto com o Ibama e a Polícia Federal, vem atuando em cooperação com países europeus para identificar empresas compradoras da madeira ilegal vendida pelo Brasil. A operação conjunta, chamada Arquimedes, apreendeu, em 2017, 10 mil m³ de madeira (volume que, se enfileirado, cobriria o percurso de 1,5 km entre Brasília e Belém), que iriam para os Estados, para a Ásia e a Europa.

O procurador Leonardo Galiano explicou ao Estadão que a compra de madeira ilegal não é feita pelos países, mas sim por empresas sediadas neles:

“Várias empresas de países europeus estão envolvidas. Não é um país comprando de outro país. É a empresa que vai fabricar móveis, pisos e acaba adquirindo esse insumo. São madeiras de altíssimo valor agregado”.

A operação que envolve os órgãos brasileiros busca fortalecer a cooperação conjunta para impedir a exploração e comercialização da madeira extraída de forma ilegal, principalmente, da floresta amazônica.

Para desmantelar esse esquema ilegal histórico, a cooperação internacional com a Europa visa a punir as empresas importadoras de madeira. Com os Estados Unidos têm sido feitas tratativas no mesmo sentido, segundo o procurador.

Talvez te interesse ler também:

É irreversível: zerar emissões já não basta para deter o aquecimento global

O homem mais rico do mundo vai doar US$ 791 milhões para salvar o planeta

Hipócritas: tratem a crise climática como tratam a crise coronavírus

Sobre Gisella Meneguelli

Gisella Meneguelli
É doutora em Estudos de Linguagem, já foi professora de português e espanhol, adora ler e escrever, interessa-se pela temática ambiental e, por isso, escreve para o GreenMe desde 2015.

Veja Também

Ministério do Meio Ambiente

Vitória! Maioria do STF anula decisão de Salles e mantém proteção aos manguezais

Já contamos aqui que a ministra do STF, Rosa Weber, concedeu liminar ao pedido dos …

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *