Pepsi quer projetar seu logotipo no céu à noite usando satélites

  • atualizado: 
StartRocket

A publicidade em um futuro não muito distante poderia ser projetada no espaço. E a primeira empresa a fazer isso é a Pepsi. A gigante de bebidas não-alcoólicas consultou uma startup russa, a StartRocket, para projetar seu logotipo no céu noturno através de satélites de órbita baixa.

Como se já não estivéssemos bombardeados por propagandas, a PepsiCo pretende invadir uma das poucas fronteiras até agora inexploradas pelos comerciais. O primeiro "outdoor" orbital promoveria uma bebida energética, mas não apenas.

A empresa russa StartRocket já anunciou que lançará um grupo de cubesats no espaço que funcionará como "outdoors orbitais", projetando enormes anúncios no céu noturno semelhantes a constelações artificiais. E o primeiro cliente, ele revela, será a PepsiCo - que usará o sistema para promover uma "campanha contra estereótipos e preconceitos injustificados contra os jogadores" em nome de uma bebida energética chamada Adrenaline Rush.

Gostaríamos de dizer que isso é uma piada, que ninguém vai esconder a visão das estrelas pelo motivo banal de projetar comerciais, mas infelizmente essa ideia parece "séria". Conforme relatado no site Futurism, a porta-voz russa da PepsiCo, Olga Mangova confirmou que a colaboração com StartRocket é real.

"Acreditamos no potencial da StartRocket. Painéis orbitais são a revolução do mercado de comunicações. É por isso que, em nome da Adrenaline Rush - o energético refrigerante da PepsiCo Rússia, que é inovador da marca, e dá suporte a tudo que é novo e não padrão - nós concordamos com essa parceria".

Em janeiro passado, a StartRocket anunciou planos para projetar enormes anúncios no céu noturno usando "cubos" especiais com velas Mylar que refletiriam a luz do sol na Terra durante o entardecer da noite ou o amanhecer.

"Somos governados por marcas e eventos", disse o líder do projeto, Vlad Sitnikov. "O Super Bowl, a Coca-Cola, o Brexit, as Olimpíadas, a Mercedes, a FIFA e o Muro Mexicano. A economia é o sistema sanguíneo da sociedade. Entretenimento e publicidade estão no centro".

Não houve falta de controvérsia. Nem todo mundo gosta da ideia de ver o céu noturno desfigurado, já parcialmente poluído por luzes artificiais.

"Começar projetos comerciais como esse sem qualquer valor artístico, científico ou de segurança nacional parece imprudente", disse Patrick Seitzer, professor de astronomia da Universidade de Michigan.

A StartRocket não replica, mas continua avançando em seus experimentos e já informou que testou a tecnologia com um balão de hélio lançando um de seus refletores na estratosfera.

A startup planeja lançar o primeiro spot em órbita em 2021. Atualmente, está captando recursos. Desde então, aqueles que desejam podem comprar 8 horas de publicidade no céu noturno por US $ 20.000 (cerca de € 17600).

Eles vão tirar o prazer de admirar as estrelas...

Talvez te interesse ler também:

QUEREM EXPLORAR OURO E PLATINA NA LUA. NÃO BASTA DESTRUIR A TERRA?

CHINA QUER LANÇAR LUA ARTIFICIAL NO ESPAÇO EM 2020!

SEMENTES DE ALGODÃO QUE BROTARAM NA LUA NÃO VINGARAM!

Fonte foto

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!