Surpresa da ciência: a solução para a crise de água está dentro da Terra

a solução para a crise de água está dentro da Terra

Um estudo publicado na revista norte-americana Sciencenews, revelou ao mundo uma descoberta científica preciosa: uma enorme reserva d'água, em níveis abaixo da crosta terrestre.

Tudo isso é fascinante e mais, pode transformar, e muito, tudo o que conhecemos a respeito da formação da estrutura do planeta. Afinal, com toda a crise de recursos hídricos que vem atingindo níveis críticos, pouco se sabia sobre a possibilidade de haver água a centenas de quilômetros – literalmente, debaixo de nossos narizes.

Onde fica a água

Segundo a pesquisa científica, esse grande volume de água se acumulou em ringwoodita, um mineral azul (foto), que está a 660 km sob a nossa superfície. Por ser estruturado como um cristal é capaz de atrair hidrogênio e, por isso, reter água.

ringwoodita

Steve Jacobsen, um dos pesquisadores da Universidade Northwestern, localizada nos EUA, é coautor da pesquisa e afirmou que, se somente 1% do peso de rochas que estão abaixo da crosta, na chamada zona de transição, fosse composto por água, se poderia falar em quantidade equivalente ao triplo do que temos nos oceanos, hoje.

Hipóteses para a existência de água subterrânea

Assim, a possibilidade levantada por cientistas é a de que, devido a movimentação das placas tectônicas, vastas quantidades de água foram levadas à superfície – ou próximo à mesma – a partir do interior do planeta.

Isso jogaria por terra a teoria em vigor, até agora, de que cometas atingiram o planeta ao longo de toda sua formação e trouxeram água para a superfície. Jacobsen completa: "Eu acredito que estamos finalmente vendo evidências de um ciclo da água completo na Terra, que pode ajudar a explicar a vasta quantidade de água líquida na superfície do nosso planeta. Os cientistas têm procurado essas águas profundas há décadas".

Essa pesquisa só foi possível graças ao apoio dos levantamentos da rede de sismógrafos USArray, cujos dados ajudaram os cientistas a chegarem a tais hipóteses. Inclusive, apontando para uma segunda hipótese, a de que os tais ringwooditas tenham servido, ao longo do tempo, de doadoras de porções de água aos oceanos – o que ajudaria a justificar a razão pela qual os oceanos se mantêm com sua massa de água, basicamente, inalterada, por alguns milhões de anos.

Geologia é mesmo uma ciência fantástica!

Fonte foto: freeimages.com