Povos da Floresta

Guarani-Kaiowá: o massacre que sofre essa etnia indígena brasileira

guarani_capa
  • por Alice Branco

Mais um assassinato de indígena no Mato Grosso do Sul - o agente de saúde indígena Clodiodi Aquileu Rodrigues de Souza, 23 anos. Os Guarani-Kaiowá foram atacados por milícias privadas, fortemente armadas, que atuam a mando dos fazendeiros locais - morreu Clodiodi, covardemente assassinado e mais 4 pessoas resultaram feridas, dentre elas, uma criança de 12 anos.

DiCaprio ao lado dos Sioux e contra o oleoduto (Petição)

leonardo-dicaprio
  • por Daia Florios

Leonardo DiCaprio, só podia ser ele! O ator norte-americano está apoiando a campanha dos Sioux que se opõem à construção da Dakota Access Pipeline (DAPL), um duto destinado à transportar algo como 570.000 barris de petróleo por dia da região de Bakken na Dakota do Norte passando pela Dakota do Sul e Iowa, até chegar a Illinois.

Demarcação das terras indígenas, já!

  • por Alice Branco

Hoje é o dia da votação do processo de impeachment da Presidenta Dilma no Senado brasileiro. Dia pesado que definirá mais uma batalha da jovem democracia do nosso país, enquanto a MNI - Mobilização Nacional Indígena exige, uma vez mais, a demarcação das terras indígenas. Já!

Assina, Dilma, as demarcaçoes, das terras indigenas,Jà!

assina-dilma
  • por Alice Branco

É um grito, sim, quem sabe assim repercute mais fortemente. A Presidenta Dilma, no corre-corre deste processo de impeachment, vem assinando várias portarias e decretos que beneficiam aos povos indígenas porém, segundo o CIMI - Conselho Indigenista Missionário ” é preciso muito mais "canetadas". O risco é de que, no retrocesso "temer", ou semelhante, muitos anos de luta e esforço seja derrubado na lama já que este é o interesse explícito dos grupos ruralistas, financiadores da atual crise política brasileira. Então, é necessário que sejam assinadas, já!

Uma mulher indígena, opuraheiva, diz sua palavra: "Se não tiver mais reza, o mundo vai acabar!

mulher-indígena
  • por Alice Branco

"Se não tiver mais reza, o mundo vai acabar" é o que afirma a rezadora Estela Vera, de 70 anos, uma opuraheiva, pajé do povo Ava Guarani. Estela vive na terra indígena ancestral TI Potrero Guasu, na fronteira entre o Mato Grosso do Sul e o Paraguai e seu depoimento foi colhido pela antropóloga Lauriene Seraguza para a série “Palavras indígenas”.

Os desafios da educação indígena no Brasil

educacao
  • por Gisella Meneguelli

Quem já estudou uma segunda da língua sabe da importância para a aprendizagem de professores capacitados e de materiais didáticos adequados.