Ministério da Saúde lança campanha de vacinação específica para indígenas

vacinação-indígena

Neste sábado (30), começa em todo o Brasil a Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe. A imunização foi antecipada em cinco estados e é voltada para grupos considerados de risco, como crianças de seis anos, gestantes, idosos e profissionais de saúde.

Também, a partir do dia 30, todos os 34 Distritos Sanitários Indígenas (DSEIs) do país irão iniciar a imunização de cerca de 120 mil indígenas. O Ministério da Saúde diz que mais de 3 mil profissionais participarão da ação, para a qual foram disponibilizadas 202 mil doses de diferentes tipos de vacina.

Segundo o ministério, “o objetivo é atualizar a caderneta de vacinação dos índios, incluindo os que vivem em populações isoladas”. A abertura do evento de vacinação ocorrerá na aldeia Ypegue, localizada no município de Aquidauana (MS), como parte da ação da Semana de Vacinação nas Américas, promovida pela Organização Pan-Americana da Saúde.

Os indígenas receberão doses de vacinas contra hepatite A e B, rubéola, coqueluche, sarampo, difteria, poliomielite, febre amarela, varicela, tuberculose, gastroenterites provocadas por rotavírus, HPV (tipos 6, 11, 16 e 18), influenza, pneumonias, meningites e demais infecções bacterianas graves.

“A ideia é intensificar a imunização da população mais vulnerável, como crianças de até 4 anos, mulheres em idade fértil e idosos que vivem em áreas de difícil acesso e onde há baixa cobertura vacinal. Os Distritos Especiais Indígenas também definirão quais as áreas prioritárias de suas regiões”, explica o Ministério da Saúde.

Para a ação, é previsto um investimento de R$ 4 milhões destinado para transporte, logística e imunobiológicos. Parte da equipe de vacinação é integrada por agentes indígenas de saúde e de saneamento e por profissionais de Equipes Multidisciplinares de Saúde Indígena, como médicos, enfermeiros, dentistas e auxiliares de enfermagem e de saúde bucal.

Em 2015, mais de 100 mil atendimentos foram realizados, além das mais de 141 mil vacinas aplicadas. Foram realizados atendimentos odontológicos, testes de HIV, hepatites e sífilis, consultas pré-natal e exames laboratoriais e clínicos.

Leia também:

setaPARÁ: CRESCE NÚMERO DE CASOS DE H1N1 ENTRE ÍNDIOS

setaNO ACRE, CAMPANHA DE VACINAÇÃO TAMBÉM FOI ANTECIPADA

Fonte foto: guiasaudero