/informar-se/lixo-e-reciclagem/8191-cidade-mineira-proibe-canudo-plastico

Cidade mineira propõe projeto de lei que proíbe canudo de plástico

  • atualizado: 
proibido canudo

As discussões sobre os problemas ambientais causados pelo uso de canudos e sacolas de plástico têm crescido na sociedade brasileira. Mais pessoas estão se tornando cientes da importância de deixar de usar tais produtos, exigindo legislações específicas nas cidades onde moram.

Os canudos plásticos já são proibidos em cidades como Rio de Janeiro, São Paulo e Santos. Mas não apenas cidades turísticas e litorâneas estão implementando a medida e discutindo-a com a sua população. A cidade mineira de Juiz de Fora aprovou, em uma primeira discussão na Câmara Municipal, um projeto de lei que proíbe o uso de canudos de plástico em restaurantes, bares, lanchonetes, ambulantes e estabelecimentos similares no âmbito do município, conforme informou o G1.

O projeto, que ainda precisa passar por duas aprovações no plenário da Câmara antes de ser encaminhado para o Executivo, prevê que os canudos plásticos devem ser substituídos pelos de papel biodegradável ou reciclável. Havendo descumprimento legal, o responsável pelo estabelecimento será penalizado com uma multa no valor de até R$ 2 mil, podendo ser dobrada em caso de reincidência.

A justificativa alegada pelo autor do projeto, o vereador do Partido Verde José Márcio, é efetivar a "proibição destes materiais comumente utilizados e especialmente lesivos ao planeta, priorizando a utilização de materiais ecologicamente corretos".

Na sessão, o vereador defendeu que:

"Nosso projeto de lei propõe que seja adotado, a partir de agora, o uso de canudo de papel. Essa é uma lei já aprovada em outras cidades, como o Rio de Janeiro e São Paulo. Ela tem dois grande viés: reduzir o consumo de plástico, que é um grande vilão da poluição dos rios, mares e lagos. O outro é educativo e preventivo".

O problema do lixo plástico é alarmante. Não apenas rios, mares e oceanos estão poluídos com o material, que causa a morte de diversas espécies marinhas, como nós também já somos afetados pelo plástico utilizado na fabricação das embalagens de praticamente todos os produtos que nos cercam. Um desses problemas são os desreguladores endócrinos, que interferem na síntese e na produção de hormônios.

É fundamental que tais projetos sejam apoiados pelas populações locais e que cada vez mais cidades brasileiras se conscientizem da importância de evitar o uso de materiais plásticos.

Talvez te interesse ler também:

CADA UM DE NÓS INGERE 50 MIL PARTÍCULAS DE PLÁSTICO POR ANO, E A CULPA É DAS GARRAFAS DE ÁGUA

UMA CATÁSTROFE EM DESDOBRAMENTO: O PLÁSTICO ESTÁ MATANDO PESSOAS A CADA 30 SEGUNDOS

O PLANO DE RECICLAGEM DA NORUEGA QUE PODE SALVAR O PLANETA DO LIXO PLÁSTICO

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!