Estudantes criam ecobarreira para coletar lixo e evitar poluição em canal em frente à escola

  • atualizado: 
ecobarreira

De tudo de prejudicial que a humanidade vem fazendo com o meio ambiente, às vezes alguma notícia nos enche de esperança de que ainda há solução, pois a consciência vem crescendo e a vontade de arregaçar as mangas em defesa da Terra também.

Este é o caso dos alunos da Escola Municipal Professor Antônio de Brito Alves, no bairro da Mustardinha, na Zona Oeste da capital pernambucana, que criaram um projeto através do qual desenvolveram uma ação de preservação do meio ambiente.

Tal iniciativa foi reconhecida e premiada na Feira de Conhecimentos do Recife e está credenciada para fazer parte de uma feira de ciência e tecnologia que irá se realizar no Paraguai, no segundo semestre deste ano.

Este projeto consistiu na construção de uma "ecobarreira" feita com garrafas-pet e que desde segunda-feira passada (13) tem retido o lixo do canal do ABC, em frente à escola onde estudam estes alunos.

Esta ecobarreira é uma rede constituída pela junção de garrafas-pet unidas por cabos, com o objetivo de reter os resíduos sólidos que vão parar no canal de Recife.

Essa ação visa impedir que o lixo não chegue na água do canal, com o objetivo de preservá-lo limpo.

Como foi implantado esse projeto em Recife

Esses alunos tiveram coordenação e orientação de quatro professores, iniciando o trabalho de pesquisa em 2015, na própria comunidade, através da qual detectaram a necessidade de criar uma ecobarreira, pois, a maioria dos moradores estavam jogando lixo no canal, ignorando os prejuízos que isto estava causando ao meio e à saúde das pessoas.

Com o apoio e o auxilio da Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana do Recife (Emlurb), a ecobarreira foi introduzida em um ponto do canal do ABC.

O projeto não para aí, pois os professores e alunos envolvidos nele farão um estudo para avaliar a quantidade de lixo coletada e, conforme a necessidade, criarão outras 'ecobarreiras' na região.

Esta iniciativa tem o apoio da prefeitura tanto na instalação, como no monitoramento do recolhimento do lixo, para que os alunos possam ver o resultado desse projeto.

Veja a reportagem da TV Tribuna PE:

Na onda de Diego Saldanha

Quem ainda não conhece o curitibano Diego Saldanha? O jovem de 32 anos construiu uma ecobarreira utilizando garrafões de água de 50 litros envoltos e anexados com uma rede de proteção, com o objetivo de impedir a vazão do lixo para o rio Atuba. Sua obra foi inspirada em um projeto de ecobarreira realizado em Porto Alegre.

Com sua iniciativa Diego Saldanha retirou da água do rio cerca de duas toneladas de lixo, constituído por garrafas-pet, latas de bebida, garrafa de vidro, muitas sacolas plásticas e, pasmem, até fogão, capacete, máquina de lavar, sofá, bebê-conforto, brinquedos, lâmpadas, lata de solvente e de tinta, entre outros objetos.

O que motivou Diego Saldanha a ter essa ideia foi que quando criança, ele brincava e nadava no rio e, com o tempo, isto ficou inviável, devido a quantidade de lixo que estava indo parar na água do rio.

Muito lindo ver a juventude cuidando do seu futuro!

Nos inspiremos!

Atitudes como estas nos inspiram e motivam a confiar que cada um de nós tem a capacidade de mudar a realidade para a melhor!

Talvez te interesse ler também:

GRETA THUNBERG, A JOVEM SUECA DE 16 ANOS INDICADA PARA O PRÊMIO NOBEL DA PAZ!

FLORIANÓPOLIS SERÁ A PRIMEIRA CIDADE LIXO ZERO DO BRASIL!

UMA CATÁSTROFE EM DESDOBRAMENTO: O PLÁSTICO ESTÁ MATANDO PESSOAS A CADA 30 SEGUNDOS

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!