No lixo? Onde posso jogar corretamente remédios e seringas?

  • atualizado: 
seringas no lixo

É comum termos dúvida sobre o descarte correto de materiais de saúde, como seringas e medicamentos. Todos nós fazemos usos desses materiais e ficamos sem saber o que fazer com aquele medicamento vencido ou com uma seringa já usada.

No lixo comum? Jamais!

Não devemos de forma alguma descartar tais produtos no lixo comum, porque eles vão para o aterro sanitário dos municípios, contaminando as pessoas que trabalham em tais locais, pois quem faz a coleta de lixo muitas vezes se fere e se contamina com seringas e medicamentos, já que estes são produtos químicos.

Além disso, o meio ambiente é muito afetado pela contaminação que tais produtos provocam.

A dificuldade de descartar seringas e remédios no Brasil

O diretor-presidente da Instituto Brasileiro de Auditoria em Vigilância Sanitária (Imbravisa), Rui Dammenhain, falou para a EBC sobre a dificuldade de descartar seringas e remédios no Brasil.

Existe uma forma adequada de descartar tais produtos. Essa forma é a incineração, mas sabemos que a destinação desses resíduos ainda não é legislada por lei específica, e nós ficamos sem saber o que fazer.

Onde descartar corretamente os medicamentos e seringas?

Uma forma de descarte é ir ao postos de saúde ou redes de farmácia. Algumas delas têm um programa especial de coleta especial para esse tipo de resíduo. Mas, infelizmente, essas ações são individuais tanto por parte das UBS quanto das farmácias, já que não existe uma lei específica que regula o descarte correto de materiais medicamentosos.

Mesmo havendo essa real dificuldade de descartar corretamente resíduos medicamentosos, não os descarte no vaso sanitário e nem no lixo comum, pois essas práticas contaminam o meio ambiente.

A prática correta é a logística reversa: o consumidor leva o medicamento para incineração, que deveria ficar sob a responsabilidade das prefeituras, no âmbito público, e das empresas fabricantes, no âmbito privado. Como sabemos que esse ideal está longe de ser uma prática regulada, procure saber que instituições e estabelecimentos, na sua cidade, recebem medicamentos e seringas.

Os problemas do descarte incorreto de medicamentos

O descarte incorreto de medicamentos vencidos podem causar graves problemas para a saúde humana e para o meio ambiente, tais como:

* mudança de sexo em animais,

* problema no crescimento de plantas,

* resistência do ser humano a bactérias e

* risco de intoxicação.

O Brasil ainda está distante de atender a essa demanda alertada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em um relatório internacional sobre o assunto.

Portanto, infelizmente, se o governo não faz adequadamente a sua parte, cabe a nós fazermos a nossa.

Especialmente indicado para você:

QUEIMAR LIXO EM CASA NÃO PODE, É CRIME!

LIXO RECICLÁVEL: LAVAR OU NÃO? COMO SEPARAR O LIXO?

COMPOSTA SÃO PAULO: 6 OBJETIVOS E 1 PETIÇÃO DE APOIO