As 10 empresas mais verdes do mundo

10 empresas mais verdes do mundo

Em parceria com a Corporate Knights Capital, as principais mentes de sustentabilidade de organizações não-governamentais e comunidades acadêmicas e de contabilidade, o site da Newsweek classificou as maiores empresas do mundo em sustentabilidade corporativa e impacto ambiental.

Para montar a classificação, foram levados em conta o desempenho na gestão de energia, água, resíduos, carbono (emissões de gases efeito estufa) e reputação. Outros dois fatores importantes também contaram pontos: se a empresa possui um comitê de sustentabilidade e se o salário e bonificação dos executivos estão atrelados aos seus esforços verdes.

Saiba como foi o desempenho de cada uma delas.

1. Vivendi

É uma empresa francesa de mídia e telecomunicações, com subsidiárias que incluem o Canal + Group e a Universal Music. A empresa aproveita a energia solar para captação de energia no Marrocos, incentiva os funcionários a utilizarem transporte público e requer que seus fornecedores tenham responsabilidade corporativa e política sustentável.

2. Allergan

É uma empresa farmacêutica global mais conhecida como a fabricante do Botox, que também inventou o Lap-band, um dispositivo para perda de peso cirúrgico. A empresa desenvolve há 20 anos projetos de gestão de resíduos, e hoje utiliza painéis de captação de energia solar que geraram uma economia de 11% do total consumido pela empresa em um ano em sua unidade na Califórnia. A empresa também definiu diretrizes nas áreas de direitos humanos, trabalho, de políticas ambientais e anti-corrupção.

3. Adobe Systems

É uma das empresas de software mais famosas do mundo, sendo pioneira na construção de conceitos verdes em sua estratégia global. A empresa atualmente investe em tecnologia de energia renováveis, como a energia eólica e turbinas para a produção de energia.

4. Kering

A líder mundial em artigos de luxo, aparelhos esportivos e acessórios, é uma multinacional francesa que fabrica e comercializa produtos de marcas de renome mundial, tais como Gucci, Alexander McQueen e Puma. A empresa terceirizou de forma sustentável as suas matérias-primas, eliminando todas as substâncias químicas perigosas de seus produtos, além de desenvolver um programa que identifica os impactos ambientais de suas próprias operações. A Kering também atua na redução de resíduos e até 2013, em 50% das lojas da Puma, foi implementado o programa “Bring Me Back” que encoraja os clientes a trazerem suas roupas, sapatos e acessórios para reciclagem ou reuso.

5. NTT Docomo

Com sede em Tóquio, é a maior operadora de telefonia móvel do Japão. A empresa utiliza fontes de energia menos poluentes, como painéis solares, energia eólica a fim de reduzir a quantidade de energia elétrica que consome proveniente de combustíveis fósseis. A empresa também implementou uma rede inteligente interna que distribui de forma eficaz a eletricidade produzida internamente. Além de economizar energia em seus próprios edifícios, Docomo cria muitos produtos ecológicos, como, por exemplo, um carregador movido a energia solar, capaz de recarregar uma bateria em aproximadamente 4 horas.

6. Ecolab

A empresa incorpora sustentabilidade e ajuda outras empresas a melhorarem a sua eficiência de recursos e desempenho ambiental, higiene e tecnologia energética. Os esforços de sustentabilidade da Ecolab são canalizados para suas próprias operações, como o programa Create and Maintain Value (CMV), que identifica formas de produzir energia e promover a gestão de efluentes de forma eficiente.

7. Atlas Copco

Com sede em Estocolmo, produz equipamentos industriais para aumentar a produtividade, a eficiência energética, a segurança e ergonomia em ambientes corporativos. A Atlas Copco é uma das empresas que menos emitem dióxido de carbono, e atualmente fixou sua ambiciosa meta de reduzir as emissões em pelo menos 20 por cento até 2020.

8. Biogen

Fundada em 1978 na Dinamarca, a Biogen é uma das mais antigas empresas de biotecnologia do mundo, desenvolvendo o tratamento de doenças neurodegenerativas, desordens autoimunes e câncer. A empresa aplica tecnologias que geram energia a partir de resíduos, incluindo a incineração, que converte resíduos sólidos em energia por combustão de material orgânico, além da compostagem e de subprodutos de águas residuais, ricos em nutrientes que podem ser produtivamente reutilizados.

9. Grupo Compass

Com operações em mais de 50 países, com sede em Surrey, Grupo Compass é o maior fornecedor de alimentos e serviços de apoio do mundo, atendendo escolas, hospitais e empresas. O Grupo Compass também opera para o Levy Restaurants, que serve comida em estádios e arenas ao redor do mundo. A Compass reduziu seu desperdício e emissões de dióxido de carbono em mais de 1874 toneladas, pela transformação de óleo de cozinha em Biodiesel, além de uma redução de 90% de produtos de limpeza utilizados diariamente, bem como uma queda no consumo de água. A empresa desenvolveu uma biotecnologia de compostagem de restos de alimento que resultaram em uma taxa de 65% de reciclagem de resíduos e menor emissão de gases estufa.

10. Schneider Electric

É uma multinacional francesa, cujos produtos e serviços ajudam seus clientes a melhorarem a eficiência energética em suas próprias casas e empresas. A empresa fabrica uma linha de produtos chamada Green Premium Offers, que são feitas sem produtos químicos ou materiais perigosos e nocivos. A empresa afirmou que está empenhada em ter pelo menos 75% das vendas de produtos desta linha em 2014. Além disso, todos os locais da empresa com mais de 5.000 metros quadrados são conectados a StruxureWare, um software de gerenciamento de energia. Além dessas ações, a empresa também tem um programa para reduzir as emissões de dióxido de carbono durante o transporte de seus produtos.

Fonte foto: freeimages.com